F1: Pilotos descartam greve na abertura do campeonato

A insatisfação dos pilotos com o aumento dos preços da emissão da super licença, documento obrigatório para correr na Fórmula 1, não deve ter conseqüências para o público. Em entrevista ao jornal alemão Rheinische Post, Sébeastien Vettel descartou a possibilidade de greve na abertura do campeonato.

“Não vejo que isso possa acontecer, pois todos querem correr”, justificou o novato. “Nunca nem conversamos sobre isso. Mas é fato que nós não estamos satisfeitos com a forma que os aumentos aconteceram, não está claro”, emendou.

Vettel ressaltou que mesmo aqueles que não são membros da Associação dos Pilotos da Fórmula 1 (GPDA) estão firmes contra a “inflação” imposta pela Federação Internacional de Automobilismo.

“Isso não vem só da GPDA, mas de todos os pilotos. A declaração que emitimos recentemente resume tudo. Agora, a fase é crítica, destacou.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *