F1: Presidente da Ferrari crítica regras e teme pelo futuro da F-1

O presidente da Ferrari, Lucca di Montezemolo, voltou a criticar as regras da Fórmula 1 e afirmou que tem pelo futuro da modalidade, “cada dia mais chata”. O mandatário já havia dito que os pilotos haviam se transformado em motoristas de taxi, tendo que se preocupar a todo o momento com pneus e combustível. Agora, se mostra insatisfeito com a abordagem da FIA ao campeonato mundial.

“As regras são muito complicadas. Os pilotos precisam economizar combustível e pneus em vez de andarem rápido. Os times precisam decidir quanto combustível estão usando e quanto os pneus estão se desgastando”, criticou em entrevista à revista alemã Focus.

Dessa vez, no entanto, Montezemolo ameaçou tomar atitudes, caso o chefe da categoria, Bernie Ecclestone não se manifeste em algum sentindo. O mandatário da Ferrari pretende mudar o cenário atual.

“Se ele não agir, agirei eu mesmo. Vejo como meu dever. A necessidade para se fazer algo para recuperar o charme da F-1 é urgente. Antes, era o melhor cara ganhando no melhor carro. Agora, telespectadores, nas arquibancadas e na frente das TVs, não entendem mais. Como está, precisamos fazer algo. Do contrário, a F-1 não tem chance”, finalizou.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *