F1: Presidente da Ferrari “Schumacher disse que está muito perto de voltar”

O retorno de Michael Schumacher à Fórmula 1, após três anos de ausência, é uma “possibilidade muito, muito, muito grande”. Estas foram as palavras utilizadas pelo presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, ao ser questionado sobre o assunto por jornalistas convidados durante o evento de Natal da escuderia de Maranello, nesta quinta-feira.

“Falei com ele ontem (quarta). Ele me telefonou e disse que tem uma possibilidade muito, muito, muito grande (de correr pela Mercedes). Ainda não está 100% decidido, mas foi isso o que ele me disse”, comentou o dirigente.

Montezemolo confirmou que a Ferrari já liberou o alemão para trocar de time – o alemão tinha contrato assinado com a empresa como consultor de carros de rua, após anos como consultor nas corridas, nas quais compareceu com certa frequência.

De acordo com a publicação inglesa Autosport, o acordo entre o heptacampeão mundial e a Mercedes já está feito, mas ainda depende da liberação médica – chamado para substituir o machucado Felipe Massa no segundo semestre, ele teve que abdicar do convite decido a dores no pescoço oriunda de um acidente de moto em fevereiro.

Apesar de dizer que viu um “novo Schumacher” (“O verdadeiro sempre me disse que encerraria a carreira na Ferrari”), Montezemolo nega qualquer tipo de mágoa com o piloto. “Continuamos amigos. Eu não vou esquecer o que ele fez para a Ferrari e ele não vai esquecer o que fizemos para ele”, afirmou o dirigente.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *