F1: Berger “observa” Renault, mas nega oferta para ser dirigente

Afastado da Fórmula 1 desde que deixou a Toro Rosso, Gerhard Berger vem sendo apontado pela imprensa internacional como grande candidato a substituir Flavio Briatore na Renault. O ex-piloto até admite “observar” com atenção esse cenário, porém nega que tenha recebido qualquer tipo de oferta.

Sócio da Red Bull na Toro Rosso na categoria entre fevereiro de 2006 e novembro de 2008, Berger tem frequentado apenas os bastidores a partir de então e é constantemente alvo de especulações. Desta vez, a revista especializada alemã Auto Motor und Sport aponta que ele pode herdar o comando esportivo da Renault.

“Não sei nada sobre uma oferta deles. No momento não há conversa alguma”, garantiu o austríaco à própria publicação. Em setembro, Briatore saiu da escuderia francesa, cujo comandante esportivo agora é o interino Bob Bell, antigo diretor técnico. Esse contexto até agrada a Berger, conforme ele admitiu na sequência: “Sim, neste momento eu observo a situação”.

Há três dias, a Renault anunciou sua permanência na Fórmula 1, porém a partir de 2010 terá apenas 25% das ações do time. O restante foi vendido para o fundo de investimentos sediado em Luxemburgo Genii Capital.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *