F1: Presidente da FIA admite queda de audiência e defende mudanças na F-1

Há alguns anos, a Fórmula 1 recebe críticas pela falta de emoção nas corridas da temporada. Jean Todt, presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), reconheceu que a categoria está perdendo audiência nas transmissões das provas e defende mudanças.

“Informações recentes indicam uma queda no número de espectadores. As pessoas têm muitas opções de como preencher seu tempo livre. Todos os dias devemos nos perguntar como podemos melhorar”, afirmou o dirigente, em entrevista à revista alemã Auto Motor und Sport.

Todt citou alguns dos problemas que, na opinião dele, ajudam a afastar o público. “Corridas como as de Abu Dhabi, em 2010, onde não dá para se ultrapassar, são inaceitáveis. Pela tevê, mal consigo dizer quem está dirigindo cada carro. Apenas os especialistas conhecem os capacetes e muitos pilotos alteram o desenho a cada prova”, comentou.

Para o francês, a Fórmula 1 deveria se espelhar em outra categoria de automobilismo para se tornar mais atraente. “A Nascar faz um bom trabalho. Um piloto, que obtém um número com o qual correrá por toda sua carreira, é imediatamente identificado pelos torcedores”, explicou Todt.

Por fim, o presidente da FIA ao menos elogiou o regulamento para 2013, com mudanças relativas aos motores, e que tornarão a categoria mais “verde”. “Um dia, os governos proibirão certos tipos de carros e motores. A FIA precisa demonstrar que olha para frente, mesmo que isso não nos traga novos fãs”, completou.

Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *