F1: Priorizando configuração do FW33 para corrida, Rubens finaliza treinos em 13º

Brasileiro treinou com novas peças e sem o KERS no primeiro teste na Hungria

Com uma análise aprofundada de novas peças, pneus e aparatos aerodinâmicos, Rubens Barrichello fechou o primeiro dia de testes na 13ª posição em Hungaroring. A sexta-feira (29) foi marcada pelos primeiros treinos livres do GP da Hungria, onde o brasileiro usou pneus macios (faixa amarela) e supermacios (faixa vermelha) na estreita e sinuosa pista de 4, 381 km.

A equipe Williams aproveitou os treinos iniciais para configurar mudanças no carro de Rubens. O chefe de equipe, Sam Michael, confirmou o uso do KERS para o treino classificatório de amanhã. “Testamos difusores diferentes e uma nova asa traseira com Rubens hoje e, embora tenhamos tido um problema no KERS no primeiro treino, amanhã teremos o difusor no classificatório”.

A prova em Hungaroring é geralmente realizada em dias muito quentes, tornando-se um teste de resistência para os pilotos. A pista é usada com pouca frequência durante o ano, isso faz com que os níveis de aderência sejam pobres nos primeiros treinos do final de semana. Um fato já pôde ser percebido nos ensaios de hoje: o desgaste dos pneus. O supermacios devem durar menos de 10 voltas na corrida.

Rubens Barrichello:

“Testamos um monte de coisas hoje. Tivemos de correr sem o KERS na sessão da manhã devido a um problema pequeno, mas restabelecemos o dispositivo para o treino da tarde, e foi melhor. O carro melhorou um pouco, mas P13 não é onde queremos estar. Sabemos que não será fácil estar no Q3 amanhã, mas estamos trabalhando para melhorias. Nosso objetivo hoje era de se concentrar no set-up para a corrida”.

O terceiro treino livre do GP da Hungria acontece neste sábado à partir das 6h (de Brasília), seguido pelo treino classificatório que acontece às 9h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *