F1: Proprietário majoritário faz reestruturação para salvar Campos

Proprietário majoritário da Campos, Jose Ramon Carabante está à beira de tomar o controle total da equipe. A escuderia tem lutado contra problemas financeiros nos últimos meses, mas o empresário espanhol planeja uma reestruturação para viabilizar a presença do time na temporada 2010 da Fórmula 1.

A Campos, uma das novatas em 2010 que tem o brasileiro Bruno Senna como piloto, vive uma crise financeira. Restando menos de um mês para o início do campeonato, o time ainda não conseguiu o orçamento necessário para o Mundial.
Mais do que isso, a Campos está devendo para fornecedores. Um deles é a empresa italiana Dallara – que fabricará os carros para o campeonato.
Para isso, segundo a revista especializada Autosport, Carabante fez um contrato de curto prazo com Colin Kolles, ex-chefe da Force India, e Geoff Willis, antigo diretor técnico da Red Bull.
Os problemas ameaçam até a estreia no GP do Bahrein em 14 de março. Ainda é possível que a equipe consiga a meta, mas não é descartada a possibilidade de estar ausente nas corridas iniciais, apesar de a FIA já ter anunciado que a atitude será considerada infração com possibilidades de punição.
Ainda é pouco provável que os carros estejam prontos a tempo do final de pré-temporada em Barcelona, entre os dias 25 e 28 de fevereiro, o que significa que os carros terão tempo apenas para um shakedown breve, antes de fazer a sua corrida de estreia.
Ainda há dúvidas até sobre os pilotos. Vencedor da GP2, o indiano Karun Chandhok tem sido fortemente cotado para atuar ao lado de Bruno Senna, assim o campeão da Fórmula Renault 3,5 Bertrand Baguette.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *