F1: “Carro é bom, mas falta aderência”, diz Kovalainen

Heikki Kovalainen, piloto da Lotus, fez nesta quinta-feira sua estreia no modelo T127, no segundo dia de testes em Jerez de La Frontera, na Espanha.

O finlandês enfrentou um problema hidráulico pela manhã e, na parte da tarde, cometeu um erro e bateu, danificando o carro e provocando uma das várias bandeiras vermelhas da sessão.
No entanto, Heikki elogiou o potencial do carro e apontou os principais problemas surgidos ao longo do dia.
“Acho que o potencial está lá”, disse. “Minha sensação inicial nesta manhã foi boa. A sensação é que nas curvas de baixa velocidade, o carro está se comportando muito bem.”
“Mas falta aderência, não tem aderência suficiente. E em alta velocidade, acho que perdemos bastante tempo, em parte por causa dos problemas de acerto, também.”
“O carro é um pouco pesado, ainda, e nós precisamos torná-lo mais leve, então poderemos passar o equilíbrio para todo o carro. Mas acho que, no geral, foi tudo muito bom. Realmente gostei de pilotá-lo desde o início. Além do problema hidráulico que tivemos nesta manhã, tudo estava indo bem.”
“A coisa mais importante é fazer quilometragem, porque é assim que podemos detectar os problemas antes do GP do Bahrein. Este é o nosso principal objetivo, independentemente do tempo de volta.”
Por fim, Kovalainen assumiu o erro no acidente que encerrou sua participação nas atividades em Jerez.
“Foi apenas um erro meu. Entre as curvas 2 e 3, fui agressivo demais. Perdi a traseira, corrigi, fui para a brita e depois bati de frente no muro, o que danificou o bico do carro”, encerrou.
Fonte: Tazio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *