F1: Prost saiu com Stephanie de Mônaco antes de perder título de 84, diz Lauda

Na noite anterior à corrida que definiu o seu terceiro título de Fórmula 1, o austríaco Niki Lauda foi para a cama com uma admiradora, mas ficou aliviado ao saber que o concorrente Alain Prost teve uma noite ainda mais desconcertante na véspera do GP de Portugal de 1984.

Lauda contou a história ao atual campeão, Sebastian Vettel, em uma entrevista conjunta à revista Red Bulletin. O jovem alemão perguntou ao austríaco se os pilotos de antigamente mereciam a fama de “cachorros loucos”.

“Vou te falar a verdade”, Lauda respondeu. “O melhor exemplo que eu lembro é o do GP de Portugal de 1984, que era crucial para mim e para o Prost”, explicou. Ele e o francês eram companheiros da McLaren, e disputavam o título daquele ano.

“Meu preparador físico Willi Dungl disse que uma loira italiana não parava de perguntar por mim. Fui vê-la imediatamente. Como sou uma pessoa educada, fui jantar com ela na sexta-feira, e ela me convidou para comer de novo no sábado”, continuou Lauda.

“Eu disse que não, mas falei que ela poderia ir ao meu quarto entre 8 e 10 horas da noite. Expliquei que precisava dormir, pois no dia seguinte ia disputar o título. Ela concordou, e foi embora do quarto às dez para as dez. Dormi como um Deus”, contou.

“No dia seguinte, o Prost estava nos boxes rindo sozinho. Perguntei por que, e ele me disse: ‘Dá para acreditar, na noite passada eu peguei a Stephanie de Mônaco’”. Lauda se disse aliviado: “Estávamos empatados”.

“Algumas horas depois, fui campeão mundial pela terceira vez”, lembrou Lauda, que chegou em segundo lugar na prova. O vencedor foi Prost, que perdeu o título por meio ponto.

O austríaco encerrou a história dizendo a Vettel: “Acho que a moralidade dos pilotos de hoje talvez seja melhor do que a nossa”. O detalhe é que, na época, ele ainda era casado com Marlene Lauda.

Fonte: UOL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *