F1: Raikkonen admite erros e se conforma com ponto

O campeão mundial Kimi Raikkonen, da mesma forma que o companheiro Felipe Massa, foi traído pelo motor Ferrari a três voltas do final do GP da Austrália de hoje. Mesmo assim, ele ainda beliscou um ponto, já que completou 90% da distância da corrida e contou com a desclassificação de Rubens Barrichello, da Honda.

Além da rara falha de motor, Raikkonen sofreu com os próprios erros, os quais ele admitiu.


“Estou realmente desapontado por não terminar a corrida, mas pelo menos um ponto é melhor do que nada. Tive um problema de motor e a razão precisa ser analisada”, comentou.


“O carro estava bom e com um bom ritmo quando tive pista livre, mas rodei duas vezes tentando passar caras à minha frente. Na primeira vez, com Glock, coloquei uma roda na grama. Com Kovalainen fui otimista demais”, reconheceu.


Lancepress!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *