F1: Raikkonen vence, Alonso é 2º e Hamilton abandona. Decisão fica para o Brasil

O finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, venceu neste domingo (07/10), o GP da China, em Shangai, penúltima etapa da temporada. Foi a 5º vitória de Raikkonen no ano. O espanhol Fernando Alonso, da McLaren foi o 2º com o brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, fechando o pódio.

 


A chuva, que ia e voltava, ao contrário das previsões que davam como certa um tempestade, fez pilotos largarem com pneus intermediários.


Dada a saída, com chuva fraca, o pole, o inglês Hamilton, da McLaren, manteve a ponta, seguido por Raikkonen e Massa. Na primeira curva Alonso conseguiu superar Massa, levando o troco logo a seguir.


Na segunda volta o brasileiro Rubens Barrichello, da Honda e o inglês Anthony Davidson, da Super-Aguri, se tocaram. Eles rodaram, voltando a corrida. Na volta seguinte à chuva ficou mais forte, mas por pouco tempo.


E essa expectativa pela chegada da chuva em definitivo bagunçou os pilotos e equipes, pois os pneus intermediários, com pista praticamente seca, se tornaram slicks, com os pilotos procurando água para molharem os compostos. Hamilton abriu uma vantagem de mais de seis segundos de vantagem para Raikkonen, com Massa em 3º, seguido por Alonso.


Na 15º volta Hamilton foi aos boxes, mas só reabasteceu, voltando em 4º. Nas voltas seguintes, pararam, Massa, Alonso e Raikkonen, todos também só reabasteceram.


Hamilton voltou à ponta, mas com o desgaste dos pneus começou a rodar lento, com Raikkonen se aproximando rapidamente, e passando duas voltas depois. Rumando para os pits, para colocar pneus para pista seca, o inglês não contornou a curva de entrada dos boxes, escapou, parando na brita, na 30º volta. Desesperado tentou que os fiscais de pista o empurrassem de volta a corrida. Em vão. E abriu a disputa pelo titulo para um confronto a três, como não se via numa prova final desde Adelaide, em 1986.


Nesse intervalo a chuva caiu um pouco mais forte, com o alemão Adrian Sutil, da Spyker, batendo e destruindo a frente do carro.


O polonês Robert Kubica, da BMW Sauber, apareceu na ponta, pois todos tiveram que ir aos pits colocar pneus para o seco. Mas a liderança do polonês durou apenas quatro voltas, com ele parando com problemas mecânicos.


Sem possibilidades de chuva Raikkonen guiou tranqüilo para a vitória, vencendo com quase dez segundos de vantagem para Alonso. Massa, que fez uma seqüência de voltas mais rápidas, fechou o pódio. Sébastian Vettel, da Toro Rosso, fez mais uma grande prova, terminando em 4º e comemorando, via rádio,  com gritos dentro do carro. O inglês Jenson Button levou a Honda ao seu primeiro decente no ano, em 5º lugar. O italiano Vitantonio Luizzi também fez bonito com a Toro Rosso, terminando em 6º. O alemão Nick Heidfeld, da BMW Sauber, terminou num discreto 7º lugar, com o escoces David Coulthard, daRed Bull, fechando a zona de pontuação. Barrichello mais uma vez não fez nada de bom e terminou em 15º lugar.


Hamilton manteve os 107 pontos, tendo agora Alonso, com 103 e Raikkonen, com 100, indo para a última etapa, o GP do Brasil, no dia21/10, na luta pela taça.


Final:


1. Kimi RaikkonenFIN Ferrari 56 voltas em 1h37m58.395
2. Fernando Alonso ESP McLaren-Mercedes a 9.8
3. Felipe Massa BRAFerrari a 12.8
4. Sebastian Vettel ALE Toro Rosso-Ferrari a 53.5
5. Jenson Button GBR Honda a 1m08.6
6. Vitantonio Liuzzi ITA Toro Rosso-Ferrari a 1m13.6
7. Nick Heidfeld ALE BMW Sauber a 1m14.2
8. David Coulthard GBR Red Bull-Renault a 1m20.7
9. Heikki Kovalainen FIN Renault a 1m21.1
10. Mark Webber AUS Red Bull-Renault a 1m24.6
11. Giancarlo Fisichella ITA Renault a 1m26.6
12. Alexander Wurz AUS Williams-Toyota a 1 volta
13. Jarno Trulli ITA Toyota a 1 volta
14. Takuma Sato JAP Super Aguri-Honda a 1 volta
15. Rubens Barrichello BRA Honda a 1 volta
16. Nico Rosberg ALE Williams-Toyota a 2 voltas
17. Sakon Yamamoto JAP Spyker-Ferrari a 3 voltas


Abandonos:


Robert Kubica POL BMW Sauber 33 voltas 
Lewis Hamilton GBR McLaren-Mercedes 30 voltas
Ralf Schumacher ALE Toyota 25 voltas
Adrian Sutil ALE Spyker-Ferrari 24 voltas
Anthony Davidson GBR Super Aguri-Honda 11 voltas


Volta mais rápida:


Felipe Massa BRA Ferrari 56 1:37.454

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *