F1: Relatórios médicos de Schumacher são roubados e oferecidos à mídia

Documentos médicos relacionados à condição de saúde do alemão Michael Schumacher, hospitalizado desde a última semana de dezembro, teriam sido roubados, de acordo com a empresária e assessora do heptacampeão mundial de Fórmula 1, Sabine Khem.

De acordo com a imprensa internacional, os relatórios foram colocados à venda  na internet, tentando atrair a atenção e o dinheiro de jornalistas. Khem divulgou um comunicado, nesta segunda-feira, afirmando que entrará com processos legais contra quem tornar públicas estas informações.

“Por alguns dias, documentos e informações roubadas estão sendo oferecidas. O vendedor alega que são do relatório médico de Michael Schumacher. Não podemos julgar se estes documentos são autênticos, porém claramente foram roubados. O furto foi denunciado. Autoridades estão envolvidas”, disse Khem.

Schumacher ficou em coma entre 29 de dezembro e a última semana no Centro Hospitalar Universitário de Grénoble, na França, após sofrer um grave acidente de esqui nas férias. Na última segunda-feira, a equipe que gerencia sua carreira confirmou que o ex-atleta havia acordado e tinha sido transferido para uma clínica em Lausanne, na Suíça, onde dará prosseguimento a sua reabilitação.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *