F1: Renault começa nova temporada na Fórmula 1 com três escuderias parceiras

Os testes privados que estão sendo realizados neste momento em Valência, na Espanha, iniciam oficialmente a nova temporada da Fórmula 1. Nesta ocasião, as três escuderias equipadas com motores Renault – Lotus Renault GP, Red Bull Racing Renault e Team Lotus Renault – apresentaram o visual de seus monopostos para 2011.

• As três escuderias equipadas com motores Renault – Lotus Renault GP, Red Bull Racing Renault, Team Lotus Renault – apresentaram seus monopostos durante os testes privados na Espanha.

• Todas as três equipes terão um motor idêntico fornecido pela Renault Sport F1, a divisão esportiva responsável pelo compromisso da Renault na Fórmula 1.

• Uma equipe específica de engenheiros de motores e técnicos que trabalham na fábrica de Viry-Châtillon será alocada em cada escuderia.

• A Renault Sport F1 terá diferentes papéis: fabricante de motores, fornecedora de tecnologias e de parceiros B2B.

• Para a Renault, agora mais do que nunca, a F1 é um laboratório de novas tecnologias e a vitrine da excelência na qualidade da empresa.

Esta temporada de 2011 abre novo capítulo no compromisso da Renault com a Fórmula 1. Ao decidir equipar três escuderias, ou seja, 25% da plataforma, a Renault reafirma seu foco principal como fabricante de motores e se prepara para se lançar em novos desafios tecnológicos.

Através da confirmação de seu compromisso com a F1, a Renault também reafirma a importância desta competição para a marca. Além de ser um excelente vetor de notoriedade internacional, a principal categoria dos esportes automobilísticos é um laboratório de novas tecnologias, que será ainda mais importante quando a nova regulamentação de motores entrar em vigor, em 2013. As novas regras incentivarão o desenvolvimento de motores que respeitam mais o meio ambiente e que serão diretamente aplicáveis aos veículos produzidos em série, assim como um nível de qualidade e confiabilidade máximo em todos os propulsores. Na verdade, tanto na Fórmula 1, como na produção em série, a exigência em termos de qualidade está no coração dos projetos. Ela começa desde as fases de desenvolvimento e envolve todas as áreas: organização das equipes, seleção dos fornecedores, inteligência do design, eficácia de produção, etc. Assim, a Fórmula 1 se torna a vitrine internacional da excelência na qualidade da Renault.

A Renault Sport F1 é a nova identidade da divisão responsável por este compromisso. Ela concentra suas atividades na cidade de Viry-Châtillon, a base técnica histórica da marca Renault na F1, local de projeto, desenvolvimento e testes de motores há mais de trinta anos. A partir desta temporada, ela fornecerá um motor idêntico às suas três escuderias parceiras. Ela também colocará à disposição de cada uma delas uma equipe distinta, formada por seis engenheiros de motores e técnicos. Cada piloto dos seis carros equipados com motores Renault também terá um engenheiro de motores dedicado, o mesmo durante toda a temporada. É a capacidade de adaptação às restrições, à cultura e ao ambiente de cada parceiro que permitiu o sucesso dos motores Renault ao longo de toda a sua história na F1, premiada com nove títulos do Campeonato do Mundial dos Construtores e oito títulos de Campeonato Mundial de Pilotos. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *