F1: Renault confirma em 2008 a sua tradição como fornecedora de motores

No dia 16 de março, quando os pilotos alinharem seus carros no grid de largada do Grande Prêmio da Austrália, primeira etapa da temporada 2008, quatro deles estarão guiando carros equipados com motores produzidos pela Renault. Pois, além de equipar os carros da equipe Renault F1 Team no Campeonato Mundial de Fórmula 1, que neste ano serão guiados pelo brasileiro Nelsinho Piquet (filho do tricampeão Nelson Piquet) e por Fernando Alonso (bicampeão do Mundial de Pilotos em 2005 e 2006), a Renault também fornecerá, pelo segundo ano consecutivo, unidades do motor RS27 para a equipe Red Bull Racing.

Com isso, a Renault dá continuidade a uma longa tradição de fornecimento de motores para as equipes de F1, que se iniciou em 1983 com a equipe lendária Lotus, primeiro “cliente” da fábrica francesa na categoria máxima do esporte. Desde então, mais quatro escuderias se beneficiaram da expertise da Renault no desenvolvimento e construção de motores para a Fórmula 1: Ligier, Tyrell, Williams, Benetton e, agora, Red Bull. Os motores fornecidos pela Renault a terceiros conquistaram um total de 80 vitórias em Grandes Prêmios.


“A tradição da Renault é, na verdade, fornecer motores competitivos e com desempenho idêntico”, observa Rob White, Diretor-técnico da equipe Renault F1 Team. “Nós nos comprometemos a entregar para a Red Bull Racing motores V8 de especificação idêntica à dos propulsores que utilizamos em nossa própria equipe. E também garantimos assistência de altíssimo nível na pista. Temos muito orgulho deste projeto”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *