F1: Renault confirma morte de engenheiro

William Millar, engenheiro que trabalhava na divisão de investigação e desenvolvimento da escuderia francesa de Fórmula 1 Renault, na fábrica de Enstone, na Grã-Bretanha, morreu na última quarta-feira em seu local de trabalho, anunciou a equipe, nesta sexta-feira.

Millar, 54 anos, trabalhava na Renault há 27. A escuderia ainda não sabe as causas de sua morte e espera pelos laudos forenses.


A Renault tem duas fábricas, uma na França, em Viry-Châtillon, onde se fabricam os motores, e outra na Grã-Bretanha, em Enstone.


Fonte: AFP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *