F1: Renault consegue primeiro patrocinador após escândalo

Pela primeira vez desde que estourou o escândalo da armação do resultado no GP de Cingapura do ano passado, uma patrocinador decidiu unir-se à Renault. Trata-se da TW Steel, fabricante de relógios holandesa.

O acordo já valerá para a corrida deste domingo, em Abu Dhabi, mas a marca da empresa só estampará os uniformes do time francês a partir do ano que vem.

Este ano, a Renault perdeu seu chefe Flavio Briatore, banido pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA) que o considerou um dos mentores do acidente deliberado do brasileiro Nelsinho Piquet em Cingapura, no ano passado. O ocorrido beneficiou o outro piloto do time, Fernando Alonso.
Por conta da polêmica, a Renault havia perdido o apoio do banco ING, seu principal parceiro até então.
Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *