F1: Renault F1 Team confirma a sua permanência na F-1 para além de 2008

O primeiro lugar do campeão mundial Fernando Alonso no Grande Prêmio da Espanha marcou também a 100ª vitória da parceria Renault-Elf no Campeonato Mundial de Fórmula 1.


Mais do que apenas um motivo para comemoração, o feito foi o gancho para outra boa notícia: a fábrica francesa anunciou que já assumiu o compromisso de permanecer na principal categoria do automobilismo mundial para além de 2008. O documento, assinado recentemente, faz parte dos preparativos da equipe Renault F1 Team se prepara para brigar pelo título nas próximas temporadas.

A Renault comemora sua 100ª vitória em parceria com a fabricante de combustíveis Elf oferecendo uma ótima notícia para a Fórmula 1. A fábrica francesa anunciou que renovará seu compromisso com a principal categoria do automobilismo mundial para além de 2008. A empresa assinou um contrato com a Formula One Administration (FOA) que prepara o caminho para um novo Pacto de Concórdia válido de 2008 a 2012. O atual Pacto regula o relacionamento entre equipes e a administração da categoria até 2008.

Após apresentar sua inscrição para o Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2008 no dia 27 de março, e de receber a confirmação oficial de sua aceitação em 28 de abril, a equipe Renault F1 Team foi adiante em sua determinação de reforçar seus laços com a categoria.

O presidente da Renault F1 Team, Alain Dassas, comentou a importância do novo acordo: “O contrato que a equipe assinou com a FOA expressa o compromisso da Renault F1 Team com a Fórmula 1. Após nos inscrevermos no Campeonato Mundial de 2008 em março passado, este é o próximo passo mais lógico que poderíamos dar para garantir a estabilidade financeira e competitividade de nossa equipe. Nós trabalhamos duro com nossos companheiros da indústria de veículos da GPMA (Grand Prix Manufacturers Association, ou Associação dos Construtores da Fórmula 1) para chegar a um acordo que satisfaça nosso desejo de ver uma distribuição equilibrada da receita gerada por nossa categoria. Agora, vamos dar continuidade ao nosso diálogo construtivo com a FIA e com outras equipes para alcançar nossos objetivos comuns de um show esportivo mais aperfeiçoado e custos reduzidos. Estes fatores formarão a base para o investimento de longo prazo da Renault na Fórmula 1”.

A primeira vitória da Renault-Elf aconteceu em 1979, no Grande Prêmio da França. Vinte e sete anos depois a parceria alcançou seu 100º primeiro lugar, durante o Grande Prêmio da Espanha, pelas mãos de Fernando Alonso. O excelente início de temporada da equipe frisa a eficiência da parceria Renault-Elf, que em sua história já conquistou seis títulos de construtores e cinco de pilotos.

Estas são as 100 vitórias da Renault-Elf em Grandes Prêmios de Fórmula 1:

1979: França (Jean-Pierre Jabouille, Renault);


1980: Brasil, África do Sul (René Arnoux, Renault); Áustria (Jean-Pierre Jabouille, Renault);


1981: França, Holanda, Itália (Alain Prost, Renault);


1982: África do Sul, Brasil (Alain Prost, Renault); França, Itália (René Arnoux, Renault);


1983: França, Bélgica, Inglaterra, Áustria (Alain Prost, Renault);


1985: Portugal, Bélgica (Ayrton Senna, Lotus-Renault); San Marino (Elio de Angelis, Lotus-Renault);


1986: Espanha, Estados Unidos (Ayrton Senna, Lotus-Renault);


1989: Canadá, Austrália (Thierry Boutsen, Williams-Renault);


1990: San Marino (Riccardo Patrese, Williams-Renault); Hungria (Thierry Boutsen, Williams-Renault);


1991: México, Portugal (Riccardo Patrese, Williams-Renault); França, Inglaterra, Alemanha, Itália, Espanha (Nigel Mansell, Williams-Renault);


1992: África do Sul, México, Brasil, Espanha, San Marino, França, Inglaterra, Alemanha, Portugal (Nigel Mansell, Williams-Renault); Japão (Riccardo Patrese, Williams-Renault);


1993: África, San Marino, Espanha, Canadá, França, Inglaterra, Alemanha (Alain Prost, Williams-Renault); Hungria, Bélgica, Itália (Damon Hill, Williams-Renault);


1994: Espanha, Inglaterra, Bélgica, Itália, Portugal, Japão (Damon Hill, Williams-Renault); Austrália (Nigel Mansell, Williams-Renault);


1995: Brasil, Espanha, Mônaco, França, Alemanha, Bélgica, Europa, Pacífico, Japão (Michael Schumacher, Benetton-Renault); Inglaterra, Itália (Johnny Herbert, Benetton-Renault); Argentina, San Marino, Hungria, Austrália (Damon Hill, Williams-Renault); Portugal (David Coulthard, Williams-Renault);


1996: Austrália, Brasil, Argentina, San Marino, Canadá, França, Alemanha, Japão (Damon Hill, Williams-Renault); Europa, Inglaterra, Hungria, Portugal, (Jacques Villeneuve, Williams-Renault);


2003: Hungria (Fernando Alonso, Renault F1 Team);


2004: Mônaco (Jarno Trulli, Renault F1 Team);


2005: Austrália (Giancarlo Fisichella, Renault F1 Team); Malasia, Bahrein, San Marino, Europa, França, Alemanha, China (Fernando Alonso, Renault F1 Team);


2006: Bahrein, Austrália, Espanha (Fernando Alonso, Renault F1 Team); Malásia (Giancarlo Fisichella, Renault F1 Team).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *