F1: Renault isenta Alonso de culpa por quebra na Espanha

Denis Chevrier, diretor de motores da Renault, isentou o espanhol Fernando Alonso de ter sido responsável pela quebra do propulsor de seu carro na 34ª volta do GP da Espanha, no último domingo. Apesar desta ter sido a segunda corrida do equipamento, a equipe não esperava uma falha como essa que tirou o bicampeão da corrida.

“Tudo ocorreu normalmente por parte de Fernando. Não houve nenhum momento em que o propulsor trabalhou acima do regime de rotação, e não sabemos a causa do ocorrido. Foi simplesmente um problema de falta de confiabilidade”, afirmou Chevrier ao jornal espanhol AS.


Os engenheiros da equipe francesa agora esperam realizar maiores análises para poder identificar o motivo da quebra e assim, evitar que o problema se repita.


“Vamos fazer um estudo melhor quando o motor chegar na nossa fábrica de Viry (França), e for desmontado. Mas, pelo o que sabemos até agora, se trata de uma quebra produzida na parte superior. Ou seja, não há pistões afetados, nem tampouco bielas. Isso significa que não é uma falha estrutural e podermos solucionar de imediato”, concluiu Chevrier.


Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *