F1: Renault poderia demitir Nelsinho e contratar japonês

O Grande Prêmio da China, disputado no domingo, pode ter sido uma das últimas provas de Nelsinho Piquet na Fórmula 1. De acordo com o jornal As, o piloto brasileiro pode ser substituído pelo japonês Takuma Sato já nas próximas corridas desta temporada.

Segundo o diário espanhol, o contrato de Nelsinho com a Renault tem uma cláusula de rendimento até a quinta corrida, em Barcelona. Se o piloto não melhorar entre a prova no Bahrein e a disputa espanhola, a equipe francesa poderia demiti-lo por não corresponder às expectativas.

Na Fórmula 1 desde 2008, Nelsinho Piquet soma apenas 19 pontos em 20 corridas disputadas. Ele terminou a última temporada na 12ª colocação do Mundial e conquistou um segundo lugar. Neste ano, foi 17º na Austrália, 13º na Malásia e 16º na China.

Flavio Briatore, chefão da Renault, critica o brasileiro de forma irônica e aberta. Após o ver o último lugar de Nelsinho em Xangai, ele voltou a fazê-lo. O britânico Jenson Button, hoje na Brawn GP, revelou que foi procurado pelo dirigente italiano no ano passado.

Desta forma, o japonês Takuma Sato aparece como principal candidato para substituir o brasileiro, de acordo com o As. O japonês está afastado da Fórmula 1 há cerca de um ano, desde a queda da Super Aguri, mas fez alguns testes com a Toro Rosso na pré-temporada.

Além da experiência, Sato é ídolo em seu país e poderia atrair possíveis patrocinadores. A Renault quer um piloto que contribua para ajustar o carro. Assim, Alexander Wurz também seria um dos cotados. Assim como Romain Grosjean, atual piloto de testes, e o brasileiro Lucas Di Grassi, da GP2.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *