F1: Rosberg sai da Williams, mas não confirma futuro na Brawn

Apenas três dias após garantir que sua saída da Williams não era certa, Nico Rosberg confirmou os boatos e reconheceu que o Grande Prêmio da Abu Dhabi terá ares de despedida. Já fora da equipe inglesa, o alemão, por outro lado, ainda não admite que deve trocar de lugar com Rubens Barrichello, rumando para a Brawn GP.

Em 26 de outubro, Rosberg já havia aumentado as especulações de que estava prestes a deixar a Williams ao dizer que se considerava “pronto” para competir em um “carro vencedor” na temporada 2010. Ainda que na ocasião não tenha reconhecido a mudança de ares, é exatamente por esse motivo que ele está deixando Grove após quatro anos.

“Não há razões para que eles não possam ir tão bem quanto neste ano, mas não tenho certeza de que eles poderão vencer corridas, o que eu gostaria de fazer”, argumentou o piloto. Em 2009, ele tem sido regular e pontuou em 11 das 16 corridas disputadas. Porém, não conseguiu subir ao pódio como havia feito por duas vezes em 2008.

Com essa declaração, Rosberg já adianta que defenderá uma escuderia considerada de ponta no ano que vem, mas o nome dela segue sem ser revelado. “Não quero falar sobre meu futuro. Simplesmente digo que não estarei na Williams, porque essa é uma certeza”, complementou.

Ultimamente, ele tem sido mais ligado à Brawn GP, atual campeã da F1 entre pilotos e construtores, que deve anunciar uma parceria com a Mercedes-Benz.

De qualquer forma, o chefe esportivo da montadora alemã, Norbert Haug, indicou ao diário Bild que a McLaren ainda pode contratar o jovem, 24 anos. “Se houver a possibilidade de contratar um bom piloto alemão, então o faremos”.

Atual fornecedora de motores da Brawn, a Mercedes é sócia das Flechas Prateadas desde 1995.

Fonte: Gazeta Esportiva 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *