F1: Ross Brawn fala sobre a venda de sua equipe

Dirigente afirma que ficou vaidoso por ter time com seu nome.

Ross Brawn disse que foi difícil decidir vender a equipe para a Mercedes. Mas o dirigente acredita que o time ficará mais forte assim.

– Em algum momento como proprietário, você tem que passar adiante. Tenho quase 55, não estou planejando fazer como Bernie (trabalhando até a velhicie) .Tentar repetir o sucesso deste ano (com o nome Brawn) era tentador, mas seria um risco terrível. Nós já estávamos trabalhando com seus motores. Foi a oportunidade de dar à equipe um futuro muito forte – disse Brawn ao “The Independent”.

O dirigente também falou que a sua falta de conhecimento empresarial ajudou na decisão.

– Não tínhamos noção de que poderíamos continuar, mas foi um tema abordado, uma vez que tínhamos nos recuperado do choque inicial. ‘Podemos continuar?’ Não parece muito sensato, mas, ao mesmo tempo, não tínhamos compreendido os enormes custos de fechamento de uma empresa. Como eu disse para o pessoal, é triste ver a Brawn existir só um ano, mas que ano! Foi um tempo maravilhoso, e, em muitos aspectos, foi uma decisão difícil, mas agora nós já aderimos à marca de maior prestígio no mundo automotivo – encerrou.

Fonte: LANCEPRESS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *