F1: Rubinho mantém reação e abre GP de Cingapura no topo

Quando perguntado sobre como seria sua preparação para o Grande Prêmio de Cingapura, Rubens Barrichello não teve dúvidas ao responder: “Dormirei na casa de Felipe Massa”. E as dicas dadas pelo ferrarista, dominante nas preliminares da prova do ano passado, já se mostraram úteis nesta sexta-feira, quando o piloto da Brawn GP liderou o primeiro treino livre na Ásia.

Na noite de Cingapura, Rubinho cravou 1min50s179 e conseguiu uma vantagem de 0s177 para Jenson Button, que só ficou na vice-liderança graças uma bela volta no último minuto. O brasileiro, assim, começou bem os trabalhos no circuito em que espera continuar a reagir no Mundial de Pilotos da Fórmula 1.

Em má fase nas três etapas anteriores, a Red Bull deu a volta por cima nesta sexta, colocando Mark Webber na terceira colocação e Sebastian Vettel na quinta. Entre eles, apareceu o polêmico vencedor da última edição da corrida, o espanhol Fernando Alonso.

Parceiro do espanhol na Renault, Romain Grosjean ao final treinou, porém ainda não está bem fisicamente, sendo que chegou a bater, provocando uma bandeira vermelha, e amargou a lanterna a mais de três segundos do ponteiro. Por ter passado mal na quinta-feira, o francês suscitou especulações de que poderia ser substituído provisoriamente pelo brasileiro Lucas di Grassi, o que não acabou se confirmando.

Sempre forte em pistas mais travadas, a McLaren veio nos sétimo e oitavo lugares, surpreendentemente com Heikki Kovalainen à frente de Lewis Hamilton. De qualquer forma, a distância entre eles foi mínima: 0s016.

Na Ferrari, mais uma vez a diferença de Kimi Raikkonen para Giancarlo Fisichella foi flagrante. O finlandês, que confirmou antes do início dos testes seu compromisso para seguir em Maranello em 2010, ficou em nono e foi 1s5 mais veloz que o italiano, limitado ao 17º posto embora tenha sido o segundo piloto que mais girou: foram 24 voltas no total.

Confira o resultado do primeiro treino livre em Cingapura:

1: Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP) – 1min50s179 (19 voltas)
2: Jenson Button (ING/Brawn GP) – 1min50s356 (22)
3: Mark Webber (AUS/Red Bull) – 1min50s416 (21)
4: Fernando Alonso (ESP/Renault) – 1min50s567 (16)
5: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) – 1min50s614 (16)
6: Heikki Kovalainen (FIN/McLaren) – 1min50s699 (21)
7: Lewis Hamilton (ING/McLaren) – 1min50s715 (17)
8: Robert Kubica (POL/BMW) – 1min50s815 (15)
9: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) – 1min50s865 (19)
10: Kazuki Nakajima (JAP/Williams) – 1min51s089 (25)
11: Nico Rosberg (ALE/Williams) – 1min51s427 (23)
12: Adrian Sutil (ALE/Force India) – 1min51s544 (14)
13: Sébastien Buemi (SUI/Toro Rosso) – 1min51s643 (28)
14: Nick Heidfeld (ALE/BMW) – 1min51s656 (15)
15. Timo Glock (ALE/Toyota) – 1min52s083 (20)
16: Jarno Trulli (ITA/Toyota) – 1min52s135 (20)
17: Giancarlo Fisichella (ITA/Ferrari) – 1min52s390 (24
18: Vintantonio Liuzzi (ITA/Force India) – 1min52s905 (23)
19: Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso) – 1s53min232 (25)
20: Romain Grosjean (FRA/Renault) – 1min53s458 (9)

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *