F1: Schumacher ajuda a distribuir dinheiro de multa da McLaren

Heptacampeão mundial, o alemão Michael Schumacher fará parte do comitê que decidirá a distribuição dos 60 milhões de dólares que a McLaren pagou multa por conta do escândalo de espionagem contra a Ferrari que marcou a temporada 2007 da Fórmula 1.
Além de Schumi, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) nomeou Max Mosley, presidente da entidade, Jean Todt, ex-chefe da escuderia de Maranello, e Nobert Haug, responsável pela Mercedes, sócia majoritária do time de Woking. Presidente do Comitê de competições automobilísticas dos Estados Unidos, Nick Craw representará as associações nacionais de esportes a motor.

A idéia é que pelos próximos cinco anos todos eles controlem a distribuição do dinheiro em basicamente três programas: um para a formação de comissários de prova, outro para ajudar na conscientização de jovens pilotos com relação à segurança e o último em auditorias de infra-estrutura visando proteger a integridade física dos competidores.


Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *