F1: Schumacher anuncia aposentadoria da F-1: “É hora de dizer adeus”

Depois de construir uma história vitoriosa na Fórmula 1, o alemão Michael Schumacher anunciou, nesta quinta-feira, a aposentadoria da categoria ao final da temporada 2012. Na entrevista coletiva em Suzuka, no Japão, o heptacampeão agradeceu à Mercedes que proporcionou seu retorno após sua primeira despedida, em 2006.

“Tomei a decisão de me aposentar da Fórmula 1 no final da temporada, embora ainda seja capaz de competir com os melhores pilotos do mundo. Isso é algo que me deixa muito orgulhoso e é parte do motivo pelo qual eu nunca me arrependi do meu retorno. Fico feliz com o meu desempenho e com o fato de eu seguir competitivo durante os últimos três anos. Porém, em algum momento, é hora de dizer adeus”, declarou Schumacher.

Desde que a equipe alemã abriu as portas para Schumacher correr mais três anos na maior categoria do automobilismo, foram 52 provas, nas quais ele conseguiu somar um total de 191 pontos. Pela Mercedes, o veterano subiu ao pódio apenas uma vez, no Grande Prêmio da Europa da atual temporada, com o terceiro lugar, em Valência, na Espanha. “Sem dúvidas, não alcançamos as nossas metas, mas posso ficar feliz com os resultados na minha carreira de uma forma geral”, analisou.

Schumacher ainda tem seis corridas antes de abandonar de vez as pistas pela Fórmula 1. “Gostaria de me concentrar no final da temporada e aproveitar essas provas com vocês”, afirmou. A despedida definitiva será no Grande Prêmio do Brasil, última etapa da temporada, assim como foi em 2006 pela Ferrari.

“Durante as últimas semanas e meses eu não tinha a certeza se ainda teria a motivação e energia necessária para continuar e não é do meu feitio fazer qualquer coisa sem estar 100% envolvido. Com a decisão de hoje, me sinto livre destas dúvidas”, justificou o piloto germânico dono de sete títulos no Mundial de Pilotos e 91 vitórias na categoria.

O piloto fez questão de ressaltar seu aprendizado, sobretudo quando deixou a escuderia Ferrari. “Aprendi que perder pode ser mais difícil e mais instrutivo do que vencer, algo que eu tinha perdido de vista, algumas vezes, em anos anteriores. Você tem de apreciar e ser capaz de fazer o que você ama”.

O anuncio de Michael Schumacher já era esperado desde a contratação do inglês Lewis Hamilton para seu posto, embora rumores alimentassem a esperança do heptacampeão continuar sua carreira na Fórmula 1 pela Sauber.

Fonte: GazetaEsportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *