F1: Sebastian Vettel vence GP de Mônaco

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) venceu neste domingo (28/05) o GP de Mônaco, no Circuito de Monte Carlo, sexta etapa da temporada. Foi a terceira vitória de Vettel no ano, e 45ª na categoria. O finlandês Kimi Raikkonen completou a dobradinha da Ferrari, a primeira da equipe desde o GP da Alemanha de 2010 (o espanhol Fernando Alonso e o brasileiro Felipe Massa). A equipe italiana não vencia nas ruas do Principado de Mônaco desde 2001 (quando fez a dobradinha com o alemão Michael Schumacher e o brasileiro Rubens Barrichello).

Pole-position Raikkonen manteve a ponta na largada, seguido por Vettel e o alemão Valtteri Bottas (Mercedes) e a dupla da Red Bull, o holandês Max Verstappen e o australiano Daniel Ricciardo. Nas primeiras voltas as duas Ferraris abriram uma confortável vantagem sobre Bottas.

O primeiro a abandonar foi o alemão Nico Hulkenberg (Renault), na 16 volta, com problemas na caixa de marchas. Com o abandono de Hulkenberg, o britânico Lewis Hamilton (Mercedes), que alinhou apenas na 13ª posição, entrou na zona de pontos, em décimo.

Verstappen foi o primeiro dos ponteiros a entrar nos boxes, na 33ª volta. Na seguinte Bottas fez o seu pit stop. Raikkonen parou na 35ª volta, com a equipe perdendo um pouco de tempo na troca de pneus. Retornando em terceiro, atrás de Vettel e Ricciardo, que ainda não tinham parado.

A Ferrari manteve Vettel na pista por mais tempo, com o tetracampeão abrindo vantagem suficiente para fazer a parada nos boxes, na 39ª volta. E retornar em primeiro, seguido por Raikkonen e Ricciardo, que superou Bottas no pit stop. Hamilton foi o último a entrar nos boxes, na 47ª volta, retornando em sétimo.  

Vettel abriu dez segundos de vantagem sobre Raikkonen, até o Safety-Car ser acionado na 60ª volta. Na entrada do túnel o britânico Jenson Button (McLaren) tentou superar o alemão Pascal Wehrlein (Sauber), com os carros se tocando. O carro de Wehrlein tombou, ficando de lado na barreira de pneus. 

Consciente dentro do carro, Wehrlein esperou o carro ser desvirado pela equipe de resgate. Saindo caminhando de volta para os boxes. Button, substituindo o espanhol Fernando Alonso (que disputa hoje a 500 Milhas de Indianápolis), também abandonou com a asa dianteira danificada.

Com o Safety-Car na pista, o sueco Marcus Ericsson, parceiro de equipe de Wehrlein, bateu na Saint Devote.

A prova recomeçou na 67ª volta, com Vettel mantendo a ponta.  O belga Stofel Vandoorne (McLaren), que ocupava a décima posição, foi pressionado pelo mexicano Sergio Pérez (Force India) e errou na Saint Devote, batendo.  Um treco do asfalto da Saint Devote estava se soltando, o que atrapalhava os pilotos na entrada da curva.

Cinco voltas depois Pérez tentou passar o russo Daniil Kvyat (Toro Rosso) na Rascasse, na disputa pelo nono lugar. Os carros de tocaram, com o russo abandonando. E Pérez indo para os boxes, trocar os pneus. Com o acidente, o brasileiro Felipe Massa (Williams) alcançou a nona posição.

O canadense Lance Stroll (Williams), com problemas mecânicos, foi o último a abandonar, na 72ª volta.

Vettel venceu com 3s145 de vantagem sobre Raikkonen. Ricciardo fechou o pódio.

Bottas foi o quarto, seguidopor Verstappen, o espanhol Carlos Sainz Jr. (Toro Rosso) e Hamilton. O francês Romain Grosjean (Haas), Massa e o dinamarquês Kevin Magnussen (Haas) completaram a zona de pontos.

Na penúltima volta Pérez, com pneus novos, marcou a melhor volta, 1m14s820 (160,561 km/h), novo recorde da pista.

Vettel lidera o campeonato com 129 pontos, seguido por Hamilton com 104 e Bottas com 75. Massa, com 20, ocupa a nona posição.

A próxima etapa, o GP do Canadá, acontece no dia 11 de junho.

Final:

1. Sebastian Vettel GER Ferrari – Ferrari 78 voltas
2. Kimi Raikkonen FIN Ferrari – Ferrari    +3.145
3. Daniel Ricciardo AUS Red Bull – TAG    +3.745
4. Valtteri Bottas FIN Mercedes – Mercedes +5.517
5. Max Verstappen NED Red Bull – TAG +6.199
6. Carlos Sainz    ESP Toro Rosso-Renault +12.038
7. Lewis Hamilton GBR Mercedes – Mercedes +15.801
8. Romain Grosjean FRA Haas-Ferrari +18.150
9. Felipe Massa    BRA Williams – Mercedes    +19.445
10. Kevin Magnussen DEN Haas-Ferrari +21.443
11. Jolyon Palmer GBR Renault – Renault    +22.737
12. Esteban Ocon FRA Force India-Mercedes +23.725
13. Sergio Perez MEX Force India-Mercedes +39.089

Abandonos:

14. Lance Stroll CAN Williams – Mercedes 71 voltaa
15. Daniil Kvyat RUS Toro Rosso-Renault    70 voltas
16. Stoffel Vandoorne BEL McLaren-Honda    66 voltas
17. Marcus Ericsson SWE Sauber – Ferrari 64 voltas
18. Jenson Button GBR McLaren-Honda 60 voltas
19. Pascal Wehrlein GER Sauber – Ferrari 60 voltas
20. Nico Hulkenberg GER Renault – Renault 13 voltas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *