F1: Sebastian Vettel vence GP do Brasil

O alemão Sebastian Vettel (Red Bull) venceu neste domingo (24/11), o GP do Brasil, em Interlagos, São Paulo, última etapa da temporada. Foi a 9ª vitória consecutiva de Vettel, e 13ª no ano, recordes da categoria. Fazendo a sua despedida da categoria, o australiano Mark Webber completou a dobradinha da Red Bull. O espanhol Fernando Alonso (Ferrari) fechou o pódio.

Após ser superado pelo compatriota Nico Rosberg (Mercedes) na largada, Vettel reassumiu a ponta, para não mais perder, antes do final da volta inicial. As Mercedes, sem velocidade nas retas, não conseguiram manter as posições, com Rosberg e o britânico Lewis Hamiton, sendo superados por Alonso e Webber. Fazendo a sua última prova pela Ferrari, o brasileiro Felipe Massa fez uma ótima largada, e ganhou três posições, indo para sexto.

Logo na terceira volta, o motor Renault da Lotus do francês Romain Grosjean estourou. Na 13ª volta, Webber ultrapassou Alonso pelo segundo lugar. Naquele momento, Vettel já tinha uma confortável vantagem.

Após a primeira sessão de paradas nos boxes (Vettel entrou na 25ª volta), as duas Red Bull lideravam; seguidas pelas Ferrari de Alonso e Massa. As chances de o brasileiro conseguir um pódio no Brasil acabaram quando ele levou um drive-through, por cruzar a linha branca na entrada dos boxes. Muito contrariado, Massa cumpriu a punição na 34ª volta e voltou em oitavo.

Webber ainda chegou a diminuir a diferença para cinco segundos, antes da segunda parada nos boxes. Vettel entrou primeiro nos boxes, com a equipe perdendo um pouco de tempo. Webber, logo atrás, teve que esperar o final da parada do companheiro, para fazer o seu pit stop.

Hamilton, em quarto, acabou se envolvendo em um toque com o finlandês Valtteri Bottas (Williams), que era retardatário. Os dois tocaram rodas na Descida do Lago, com o finlandês perdendo um pneu, e abandonando. Hamilton, com um pneu furado, foi para os boxes. Considerado culpado, o britânico teve que cumprir um drive-through.

Nas voltas finais, somente com uma garoa sobre Interlagos, Vettel caminhou tranquilo para a sua 13ª vitória no ano (igualando o recorde de Michael Schumacher em 2004). Alonso completou o pódio.

Com as nove vitórias consecutivas, Vettel igualou o recorde do italiano Alberto Ascari, que venceu nove provas consecutivas entre 1952 e 1953 (contando que não disputou as 500 Milhas de Indianápolis de 1953). Se contar a Indy 500, foram sete vitórias consecutivas.

Em uma ótima prova, após largar do meio do pelotão, o britânico Jenson Button (McLaren) terminou em quarto (melhor resultado da equipe no ano). Rosberg foi o quinto, seguido pelo mexicano Sergio Pérez (McLaren), também largou atrás e fez uma ótima prova. Pérez ainda procura uma nova equipe para 2014.

Massa, que em 2014 irá defender a Williams, terminou em sétimo. O alemão Nico Hulkenberg (Sauber), que assinou um pré-contrato e deve retornar a Force India em 2014, foi o oitavo, seguido por Hamilton e o australiano Daniel Ricciardo (Toro Rosso), substituto de Webber na Red Bull.

O finlandês Heikki Kovalainen (Lotus) encerrou a sua curta participação na equipe, sem somar pontos.

No fundo do pelotão, a Marrusia bateu a Caterham pela primeira vez, e terminou em décimo no campeonato. O que significa ter ajuda de custo da FIA para a próxima temporada.

Vettel foi o campeão (seu quarto título consecutivo) com 397 pontos. Alonso foi o vice com 242, seguido por Webber com 199. Hamilton foi o quarto, com 183, seguido pelo finlandês Kimi Raikkonen com 183 e Rosberg com 171. Massa foi o oitavo com 112.

A Red Bull foi tetracampeã de construtores com 596 pontos, seguida pela Mercedes com 360 e a Ferrari com 354.

Final:

1. Sebastian Vettel Red Bull-Renault 71 voltas em 1h32m36s300
2. Mark Webber Red Bull-Renault    +00m10.4
3. Fernando Alonso Ferrari-Ferrari +00m18s9
4. Jenson Button McLaren-Mercedes +00m37s3
5. Nico Rosberg   Mercedes-Mercedes +00m39s0
6. Sergio Perez   McLaren-Mercedes +00m44s0
7. Felipe Massa   Ferrari-Ferrari    +00m49s1
8. Nico Hulkenberg Sauber-Ferrari +01m04s2
9. Lewis Hamilton Mercedes-Mercedes +01m12s9
10. Daniel Ricciardo Toro Rosso-Ferrari +1 volta
11. Paul di Resta Force India-Mercedes +1
12. Esteban Gutierrez Sauber-Ferrari +1
13. Adrian Sutil Force India-Mercedes +1
14. Heikki Kovalainen Lotus-Renault +1
15. Jean-Eric Vergne Toro Rosso-Ferrari    +1
16. Pastor Maldonado Williams-Renault +1
17. Jules Bianchi Marussia-Cosworth +2
18. Giedo van der Garde   Caterham-Renault +2
19. Max Chilton  Marussia-Cosworth +2

Abandonos:
Charles Pic Caterham-Renault 58 voltas
Valtteri Bottas Williams-Renault 45
Romain Grosjean Lotus-Renault 2

Volta mais rápida:

Mark Webber Red Bull-Renault 1m15d436 na volta 51

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *