F1: Sebastian Vettel vence GP do Brasil


TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

O alemão Sebastian Vettel (Ferrari) venceu neste domingo (12/11) o GP do Brasil, no Autódromo de Interlagos, penúltima etapa da temporada. Foi a quinta vitória de Vettel no ano, e 46 na categoria. Os finlandeses Valtteri Bottas (Mercedes) e Kimi Raikkonen (Ferrari) completaram o pódio.

Segundo no grid, Vettel assumiu a ponta logo na largada, ao superar o pole-position Bottas. No restante da prova o alemão perdeu a liderança apenas quando fez a sua parada para a troca de pneus (liderou no total 57, das 71 voltas disputadas). De volta a ponta, Vettel recebeu a bandeirada com 2s762 de vantagem sobre Bottas. Raikkonen, que liderou uma volta, completou o pódio.

F1: Sebastian Vettel vence GP do Brasil

Depois de largar dos boxes, devido um acidente durante o treino classificatório, o britânico Lewis Hamilton (Mercedes) terminou em quarto. Campeão com duas etapas de antecipação, Hamilton liderou 13 voltas.

F1: Sebastian Vettel vence GP do Brasil

O holandês Max Verstappen (Red Bull) foi o quinto, seguido pelo parceiro de equipe, o australiano Daniel Ricciardo. Saindo da 14ª posição (devido uma punição de dez posições por troca de motor) Ricciardo se envolveu em um incidente com o dinamarquês Kevin Magnussen (Haas) e o belga Stoffel Vandoorne (McLaren) logo na primeira curva e rodou. Magnussen e Vandoorne abandonaram. Sem danos no carro, Ricciardo voltou à pista, fazendo uma ótima prova de recuperação.

O brasileiro Felipe (Williams) em seu último GP do Brasil, foi o sétimo, seguido pelo espanhol Fernando Alonso (McLaren). O mexicano Sergio Pérez (Force India) e o alemão Nico Hulkenberg (Renault) fecharam a zona de pontos.

F1: Sebastian Vettel vence GP do Brasil

Além dos toques entre Ricciardo/Magnussen/Vandoorne, um toque entre o francês Esteban Ocon (Force India) e o francês Romain Grosjean (Haas) na curva cinco, provocou a entrada do Safety-Car na primeira volta. Os dois carros foram para fora da pista, com Grosjean conseguindo voltar à prova (levou uma punição de dez segundos).

A última etapa acontece no dia 26 de novembro, o GP de Abu Dhabi, no Circuito de Yas Marina.

Final:

1 – Sebastian Vettel (Ferrari) – 71 voltas
2 – Valtteri Bottas (Mercedes) – 2″762
3 – Kimi Raikkonen (Ferrari) – 4″600
4 – Lewis Hamilton (Mercedes) – 5″468
5 – Max Verstappen (Red Bull-Renault) – 32″940
6 – Daniel Ricciardo (Red Bull-Renault) – 48″691
7 – Felipe Massa (Williams-Mercedes) – 1’08″882
8 – Fernando Alonso (McLaren-Honda) – 1’09″363
9 – Sergio Perez (Force India-Mercedes) – 1’09″500
10 – Nico Hulkenberg (Renault) – 1 volta
11 – Carlos Sainz (Renault) – 1 volta
12 – Pierre Gasly (Toro Rosso-Renault) – 1 girovolta
13 – Marcus Ericsson (Sauber-Ferrari) – 1 volta
14 – Pascal Wehrlein (Sauber-Ferrari) – 1 volta
15 – Romain Grosjean (Haas-Ferrari) – 2 voltas
16 – Lance Stroll (Williams-Mercedes) – 2 voltas

Abandonos:

Brendon Hartley (Toro Rosso-Renault) – 40 voltas
Esteban Ocon (Force India-Mercedes) – 0 volta
Kevin Magnussen (Haas-Ferrari) – 0 volta
Stoffel Vandoorne (McLaren-Honda) – 0 volta

Campeonato, pilotos:

1.Hamilton 345; 2.Vettel 302; 3.Bottas 280; 4.Ricciardo 200; 5.Raikkonen 193; 6.Verstappen 158; 7.Perez 94; 8.Ocon 83; 9.Sainz 54; 10.Massa 42; 11.Stroll 40; 12.Hulkenberg 35; 13.Grosjean 28; 14.Magnussen 19; 15.Alonso 15; 16.Vandoorne 13; 17.Palmer 8; 18.Wehrlein, Kvyat 5.

Campeonato, construtores:

1.Mercedes 625; 2.Ferrari 495; 3.Red Bull-Renault 358; 4.Force India-Mercedes 177; 5.Williams-Mercedes 82; 6.Toro Rosso 53; 7.Renault 49; Haas 47; 9.McLaren 28; 10.Sauber 5

Compartilhar
TwitterFacebookWhatsAppGoogle+Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *