F1: “Sem Monza, não há Fórmula 1”, diz Montezemolo

O britânico Bernie Ecclestone, detentor dos direitos comerciais da Fórmula 1, negocia a entrada de Roma no calendário da categoria, o que ameaça o tradicional Circuito de Monza. O italiano Luca di Montezemolo, presidente da Ferrari, é abertamente a possibilidade de excluir o palco atual da corrida.

“Se não tem Monza, não tem Fórmula 1”, sentenciou o mandatário da escuderia italiana em entrevista concedida na Vila Real de Monza. Questionado sobre a mudança do Grande Prêmio da Itália para Roma, ele disse que nem considera a possibilidade.

“Não podemos pensar que a Fórmula 1 possa continuar sobrevivendo sem o Grande Prêmio da Itália, que se disputa no Circuito de Monza, um traçado muito importante, que fez história e é passado, presidente e futuro”, discursou Luca di Montezemolo.

O francês Jean Todt, presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), falou sobre o assunto na semana passada. Diante dos comentários sobre a possível entrada de Roma no calendário a partir de 2013, ele já descarta a hipótese de promover duas corridas no país.

“Se são concebíveis dois grandes prêmios na Itália? Eu diria que não. No futuro, poderiam coexistir um Grande Prêmio da Itália e o Grande Prêmio da Europa, mas isso depende do programa e da tramitação das solicitações por parte dos promotores”, explicou Todt.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *