F1: Semente da nova equipe americana foi plantada em 2006, no GP do Brasil

Em Interlagos, diretor esportivo da nova escuderia contou a Bernie Ecclestone sobre o projeto e ganhou o aval do chefão da Fórmula 1.

A equipe americana USF1 anunciou nesta terça seus planos para 2010, mais de dois anos após receber o sinal verde do chefão da categoria, Bernie Ecclestone. O diretor esportivo da equipe, Peter Windsor, revelou no lançamento da escuderia que a primeira conversa com Ecclestone sobre a inclusão de um time dos EUA na Fórmula 1 aconteceu em 2006, durante o Grande Prêmio do Brasil.


“A primeira vez que eu falei com o Bernie sobre isso foi no Brasil, em 2006. Ele manteve seu comportamento típico e me disse: ‘Ótimo, faça o trabalho’. Naquele dia, eu falei ‘ok’ e fui em frente”, explicou Windsor.


A equipe afirmou que o lançamento do projeto para 2010 tem total apoio não só de Ecclestone, mas também do presidente da FIA, Max Mosley.


“A FIA também tem sido informada sobre todos os detalhes nos últimos seis meses. Imediatamente eles aceitaram o modo como a gente está conduzindo o processo”, afirmou.


Clique aqui e comente essa notícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *