F1: Senna supera Di Grassi em 1s169 no 1º dia de testes da Honda

No primeiro dia de testes da Fórmula 1 visando à próxima temporada, dois brasileiros travaram um duelo bastante particular. Lucas Di Grassi e Bruno Senna foram à pista do circuito de Montmeló, em Barcelona, para testarem pela Honda, ambos buscando uma vaga de titular no time. E o sobrinho do tricampeão mundial levou a melhor na batalha inicial.

Nenhum dos dois pilotos apresentou um desempenho espetacular, mas Bruno Senna foi pouco mais de um segundo (1s169) mais rápido do que o rival compatriota, registrando 1:24.343 na bateria vespertina de testes, o 15º tempo do dia. Di Grassi, que havia corrido pela manhã, fez 1:25.512 e fez apenas a 17ª e última marca da segunda-feira.

Apesar da última posição, Di Grassi tratou de minimizar o resultado, já que não se sabe exatamente a configuração utilizada por ele e Senna nos testes. “Eu não sinto pressão nenhuma, estou fazendo o meu trabalho. Exatamente o que eles me pediram. Faço o meu melhor e, se for o suficiente para conseguir a vaga, vou ficar feliz e vou trabalhar bastante no ano que vem”, explicou.

Já para Senna, foi a estréia em um carro da Fórmula 1, e o sobrinho do tricampeão Ayrton Senna admitiu que ficou nervoso em sua primeira volta no circuito. “O primeiro dia do meu primeiro teste na Fórmula 1 foi um momento tão grande quanto eu esperava que fosse. Eu me diverti muito e pude curtir. Estava bem relaxado, mas na primeira volta percebi o significado daquele momento. Foi muito importante”, recordou.

Os dois pilotos mais rápidos do dia foram justamente os dois postulantes a um assento na Toro Rosso. A marca de 1:20.763 cravada ainda pela manhã por Takuma Sato foi a mais baixa da segunda-feira, seguida pelo tempo de 1:21.071 registrado por Sébastien Buemi.

Uma das sensações do dia em Montmeló foi o pentacampeão mundial de rali, Sébastien Loeb. Embora esteja testando com a Red Bull por questões de patrocínio, o francês teve uma boa performance e obteve a oitava melhor marca desta segunda: 1:22.503, à frente exatamente de Nelsinho Piquet, da Renault, com 1:22.560.

O brasileiro, por sinal, foi um dos três únicos titulares que correram neste primeiro dia de testes. Além dele, estiveram presentes Robert Kubica (7º, da BMW) e Adrian Sutil (13º, Force India). A prioridade das equipes neste momento é começar a adaptar os carros para as mudanças que serão implementadas na categoria no ano que vem.

Alguns dos carros apresentavam asas traseiras menores, outros tinham pacote aerodinâmico já prevendo a introdução do KERS e todos rodaram com pneus lisos. A BMW foi a única a levar à pista um protótipo do bólido de 2009. As outras equipes variaram entre híbridos e carros de 2008.

Confira os tempos desta segunda-feira em Barcelona:
1. Takuma Sato (JAP) – Toro Rosso – 1min20s763
2. Sébastien Buemi (SUI) – Toro Rosso – 1min21s071
3. Alexander Wurz (AUT) – Honda – 1min21s198
4. Pedro de la Rosa (ESP) – McLaren – 1min21s417
5. Gary Paffett (ING) – McLaren – 1min21s956
6. Luca Badoer (ITA) – Ferrari – 1min22s038
7. Robert Kubica (POL) – BMW – 1min22s341
8. Sébastien Loeb (FRA) – Red Bull – 1min22s503
9. Nelsinho Piquet (BRA) – Renault – 1min22s560
10. Christian Klien (AUT) – BMW – 1min22s883
11. Nico Hulkenberg (ALE) – Williams – 1min23s467
12. Vitantonio Liuzzi (ITA) – Force India – 1min23s794
13. Adrian Sutil (ALE) – Force India – 1min23s832
14. Marc Gené (ESP) – Ferrari – 1min24s177
15. Bruno Senna (BRA) – Honda – 1min24s343
16. Giedo van der Garde (HOL) – Renault – 1min24s908
17. Lucas Di Grassi (BRA) – Honda – 1min25s512


Fotos: www.F1-Live.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *