F1: Sexta-feira produtiva para Di Grassi em Hockenheim

Piloto testa o carro em diferentes condições de pista e elogiou rendimento do conjunto

As atualizações trazidas pela Virgin para o circuito de Hockenheim, palco do GP da Alemanha, surtiram efeito e o rendimento do carro nos treinos livres desta sexta-feira (23) foi elogiado por Lucas Di Grassi (Clear, Sorocred, Locaweb, Eurobike, Schioppa). O mais rápido do dia foi o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari.

As condições instáveis do clima na região do circuito alemão permitiram às equipes trabalharem diferentes tipos de acerto, já que o treino livre da manhã aconteceu com pista molhada, enquanto no segundo o asfalto foi secando gradativamente, com condição de traçado completamente seco em determinados momentos da sessão. “Isso foi muito bom para checar o desempenho do carro em todas as condições de pista. Andamos com pneus de chuva, com intermediários e com os dois tipos de slicks. Foram dois bons treinos, em que terminamos à frente das Lotus”, destacou Di Grassi.

“Houve um passo adiante com as atualizações e as coisas estão caminhando para um treino classificatório com pista seca. Se continuar assim, estamos no caminho certo”, afirmou Lucas, destacando que a diferença em tempos de volta dos compostos “option” (moles) para os “prime” (duros) gira em torno de um segundo. A exemplo do que aconteceu no GP do Canadá, a Bridgestone escolheu dois tipos de borracha com a maior disparidade de aderência.

Os compostos mais moles são mais rápidos em uma volta, permitem maior aderência e o aquecimento ideal é atingido rapidamente. Por outro lado, seu desgaste é acentuado. Os pneus duros são ideais para longas sequências de voltas, são mais duráveis, porém são menos aderentes e mais lentos no tempo de volta.

“Hoje pudemos ter uma ideia geral de como a aderência vai se comportar nas diferentes condições de pista. Pudemos fazer todos os testes necessários para validar as mudanças aerodinâmicas que trouxemos para cá. Houve um ganho de três a quatro décimos, que se soma ao que já havíamos conseguido com o pacote que estreamos no GP da Inglaterra. Em Silverstone estávamos próximos da Lotus, e agora estamos ainda mais perto. O dia foi produtivo e espero que o tempo fique estável a partir de agora, para que possamos continuar a melhorar o carro e conquistar o melhor resultado possível”, disse.

Neste sábado (24), acontece o treino classificatório a partir das 9 horas (de Brasília), com transmissão ao vivo pela Rede Globo. No domingo, a largada para a 11ª etapa do Mundial de Fórmula 1 acontece no mesmo horário, também ao vivo pela Globo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *