F1: Site irlandês elege Barrichello como 6º melhor piloto da década

Piloto com mais participações em grandes prêmios na história da Fórmula 1 com 288 provas, Rubens Barrichello é também o sexto melhor piloto que passou pela categoria na última década. Pelo menos assim avaliou o site irlandês especializado em automobilismo Manipe, que colocou o brasileiro à frente de campeões mundiais como Mika Hakkinen e Jenson Button.

Desde o encerramento da temporada 2009, o site tem aproveitado seu espaço para apontar os pilotos com rendimento mais expressivo nos últimos dez anos, sempre apresentando um ou dois nomes por dia. Nesta quinta-feira, o contemplado foi Rubinho, que deixou o atual campeão da categoria, Button, em sexto, e o bi, Hakkinen, apenas em 11º.
Segundo o site, a carreira de 17 anos do brasileiro “abrangeu muitas eras com feitos extraordinários, tragédias e mudanças”. A avaliação, nesse contexto, lamenta que, “apesar de performances sensacionais”, o piloto deve se juntar ao britânico Stirling Moss, vice-campeão de Fórmula 1 de forma seguida entre 1955 e 1958, “como um dos verdadeiros gigantes da Fórmula 1 a não serem coroados campeões”.
Barrichello foi o segundo colocado da categoria em 2002 e 2004, período no qual estava na Ferrari, equipe que defendeu por seis anos no total. De acordo com o portal, essas temporadas foram “agonizantes” para o veterano, que teve sua melhor chance de faturar o título na última temporada, na qual brigou com Jenson Button até a penúltima corrida do ano.
Com a saída da Brawn GP, nesse contexto, os irlandeses não acreditam que Rubinho volte a ter uma oportunidade tão boa. Mesmo assim, eles elogiam o “entusiasmo” do homem que acaba de assinar contrato com a Williams e, aos 37 anos, tem a mesma motivação de “quando começou”.
Na lista até aqui divulgada só constam os nomes do sexto ao 20º melhores pilotos da década de 2000, sendo que os primeiros colocados serão divulgados nos próximos dias. Outro brasileiro já ranqueado, Felipe Massa ficou na nona colocação, considerado “um dos grandes do grid” atual, com um desempenho “bastante distante daquele dos erráticos dias” nos quais ainda guiava para a Sauber.
Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *