F1: Na Williams em 2010, Rubinho alfineta ex-chefe de equipe

Para Barrichello, faltou empenho de Ross Brawn para manter dupla na Brawn GP.

A ida de Rubinho Barrichello para a Williams aconteceu, em parte, por falta de interesse ou esforço de Ross Brawn, o dono da ex-equipe do piloto brasileiro. A opinião é do próprio Barrichello, que nesta sexta-feira (27) concedeu entrevista coletiva em Florianópolis, onde neste fim de semana acontece o Desafio das Estrelas.
“Houve um momento em que a Brawn deixou no ar a situação. Prova disso é termos sido pegos de surpresa com o Button [assinou com a McLaren]. Sinceramente, se eu fosse o dono da Brawn, teria lutado pelos dois pilotos. Acho que pelo trabalho, era uma situação para ser lutada”.
 
Sobre um possível arrependimento de ter ido para a Williams, tendo em vista que a Brawn foi comprada pela Mercedes, Barrichello disse não ter dúvida de ter tomada a decisão correta.
 
“Tomei minha decisão cedo, pelo pacote técnico, pelo sonho de criança, então não tem pontinha de arrependimento”.

Fonte: R7

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *