F1: Stroll e Sirotkin rebatem críticas de Massa sobre rendimento da Williams

O início de temporada da Williams na Fórmula 1 não é boa e isso não é segredo para ninguém. E quem não está nada satisfeito é o ex-piloto da escuderia, Felipe Massa. O brasileiro atribuiu a má fase da equipe, em parte, à escolha de trazer uma dupla de pilotos inexperientes em detrimento a nomes mais conhecidos – o que ocorreu por questões financeiras.

No entanto, antes das atividades do Grande Prêmio deste fim de semana, no Azerbaijão, Lance Stroll se disse perplexo com as declarações e rebateu as críticas do ex-companheiro.

“Não entendo o que ele está tentando dizer. Bem, primeiramente, Felipe não está aqui. Ele se foi, está aposentado. E, na última vez que chequei, terminei uma posição atrás de Felipe – e não usando Felipe como uma referência, mas usando a mim mesmo como referência”, disparou o jovem canadense.

O piloto de 20 anos ainda completou: “Olho para onde eu estava em momentos do ano passado em que o carro era capaz. Na China eu estive no Q3, em outras corridas, várias outras, eu marquei pontos. É puramente pelo fato de que, no momento, o problema é que uma corrida competitiva nos dá o 13º, 14º lugar, e no ano passado nós estávamos confortavelmente nos pontos. Então é assim que vejo”.

Companheiro de Stroll, Sergey Sirotkin, que superou o veterano Robert Kubica pela vaga na equipe, também não viu com bons olhos as declarações de Massa e acrescentou que os comentários não foram bem recebidos. “Eu não presto muita atenção aos comentários, mas obviamente não é algo muito agradável. Todos perguntam sobre a falta de experiência, sobre um feedback ruim e coisas do tipo, mas, em minha carreira, percebi que o número de temporadas que você tem não faz diretamente com que seu feedback seja melhor, ou te faz entender o carro melhor. Não significa nada disso, porque já vi todo tipo de exemplo”, pontuou.

“Em termos com que estamos trabalhando, em termos com que estou dando minhas informações à equipe, não acho que haja algo além que eu poderia fazer”, concluiu o russo.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *