F1: Todt defende permanência de Max Mosley na FIA

O presidente da FIA (Federação Internacional do Automóvel), Max Mosley, ganhou um reforço de peso na sua luta por permanecer ocupando tal cargo. Sob forte pressão para sua saída, depois da divulgação de um vídeo onde participaria de uma orgia sexual com temática nazista, Mosley recebeu palavras de apoio de Jean Todt, ex-diretor geral da Ferrari.

Perguntado se achava Mosley um racista, Todt respondeu “absolutamente não”, de acordo com o jornal Daily Mail. “Ele é um presidente de verdade, um grande trabalhador, confiável, muito inteligente, e um homem de rara elegância. Mosley é um líder de verdade. Ainda estou impressionado que as pessoas se concentrem em coisas que não tem nenhuma relação com seu posto”, disse.


Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *