F1: Toro Rosso confirma Alguersuari como substituto de Bourdais

A Toro Rosso confirmou oficialmente nesta segunda-feira o substituto do piloto francês Sebastién Bourdais, demitido após o GP de Nurburgring, na Alemanha. Trata-se do espanhol Jaime Alguersuari, que vai estrear no GP da Hungria como o piloto mais jovem da história da Fórmula 1.

No dia da prova, 26 de julho, Alguersuari terá 19 anos, quatro meses e três dias, batendo a marca de precocidade de Mike Thackwell, que tinha 19 anos, cinco meses e 29 dias quando começou na categoria, em 1980. Além disso, o espanhol fará a dupla mais jovem da história ao lado de Sebastien Buemi, companheiro de equipe, de 20 anos.

“Estou ciente de que enfrento um desafio complicado”, afirmou Alguersuari, que viu Bourdais ser mandado embora por conta de resultados inexpressivos. “Entrar na F-1 nunca é fácil, chegar à categoria no meio de uma temporada é até mais duro e fazer isso sem testes é realmente difícil. Mas já sinto um grande apoio da equipe, que tem boa reputação com estreantes”.

Campeão mundial da F-3 inglesa e até então piloto da World Series by Renault, Alguersuari chegou à escuderia através do programa de jovens pilotos da Red Bull e terá uma vantagem, pelo menos logo de cara: não poderá sofrer as mesmas exigências que derrubaram Bourdais. Quem garante é Franz Tost, chefe da Toro Rosso.

“Estou bem ciente de que, nos próximos meses, a equipe e Jaime enfrentarão um grande desafio, especialmente por causa da proibição de testes. Mas a Red Bull está sempre pronta para um novo desafio. Não espero nada de Jaime por ao menos três corridas, durante as quais ele vai se acostumar ao carro, à equipe e ao ambiente da F-1”, afirmou.

Mesmo assim, Jaime Alguersuari já chega recebendo elogios de seu novo chefe: “A meta da Red Bull para a Toro Rosso é que, quando possível, ela deve dar cockpits para produtos de seu programa de jovens pilotos. Escolhemos, então, Alguersuari por ser o piloto mais maduro atualmente no programa”, complementou.

World Series – O chefe da equipe de Alguersuari na World Series, Trevor Carlin, apoio a ida do piloto à Fórmula 1, mas afirmou que o espanhol deve continuar correndo também pela categoria. “Ele pretende continuar conosco, mas a F-1 se tornará a prioridade”, disse.

“Estamos muito orgulhosos em ver outro de nossos pilotos subir para a F-1. Jaime está seguindo os passos  de Sebastian Vettel, que também saiu da nossa equipe para a Toro Rosso”, complementou Carlin, citando o atual piloto da Red Bull, único time a ameaçar a Brawn GP no mundial.

Fonte: Gazeta Esportiva.Net

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *