F1: Toyota deve apelar contra punição a Trulli

Embora tenha sido obrigada a largar dos boxes no Grande Prêmio da Austrália, a Toyota brilhou levando seus carros às terceira e quinta colocações ao final da prova. Porém, uma punição a Jarno Trulli, que subira ao pódio, acabou manchando a boa apresentação dos japoneses, que pretendem apelar da decisão dos comissários da prova.

Terceiro colocado, Trulli errou e saiu da pista durante a entrada do último safety car em Melbourne, quando faltavam menos de três voltas para a bandeirada, e com isso Lewis Hamilton se viu sem alternativas a não ser ultrapassar o oponente. Na sequência, o italiano recuperou sua posição ainda sob bandeira amarela e sem autorização da direção da prova, que resolveu penalizar o piloto com 25 segundos, levando-o para o modesto 13º posto.

Toda a confusão, porém, ainda pode pender para o lado da Toyota, visto que a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) confirmou nesta segunda-feira que espera um recurso pela parte da equipe. Nesse caso, a ação aumentaria mais as expectativas acerca da próxima reunião da Corte de Apelações da entidade, que provavelmente em 14 de abril já julgará o caso dos difusores de ‘dois andares’.

Trulli e Hamilton dão suas versões: Ainda na polêmica envolvendo a punição a Jarno Trulli, o próprio italiano, além de Lewis Hamilton, falaram sobre o que aconteceu na última bandeira amarela na Austrália.

“Quando eu vi o safety car vindo no fim da corrida Lewis me ultrapassou, mas de repente ele começou a ficar lento e deixou o traçado comum”, afirmou o veterano. “Achei que ele tivesse um problema e o superei, não havia outra coisa que eu pudesse fazer”.

O jovem da McLaren, por sua vez, revelou que diminuiu a velocidade por ordem de sua escuderia. “Estava atrás de Trulli, mas fui obrigado a passar porque ele saiu da pista na penúltima curva, escapando pela grama. Depois o time me disse para deixá-lo recuperar a posição, mas não sei se essa é a regra certa. Se não for, então mereço realmente o terceiro lugar”, contou.

Fonte: Gazeta Esortiva.Net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *