F1: Voto secreto decidirá futuro de Max Mosley

No próximo dia 3 de junho acontecerá a reunião dos mais de 200 delegados da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), que decidirão se aceitam ou não a permanência do inglês Max Mosley à frente da entidade. Os membros da entidade ouvirão o que Mosley tem a dizer e, em seguida, darão seu parecer através de voto secreto. O encontro será na sede da FIA, na Praça da Concórdia, em Paris, França.

No fim de março, um jornal britânico publicou um vídeo em que Mosley está no centro de um escândalo sexual que incluiu cenas supostamente de apologia ao nazismo e à tortura.


Até lá, Mosley planeja se manter firmemente no cargo, como já deixou claro em carta enviada a membros da entidade na semana passada.


Hoje, ele comentou sobre uma nova intenção. Caso vença a disputa judicial que trava contra o tablóide News of the World, pretende doar toda a quantia arrecadada para a Fundação da FIA, que promove a direção responsável e a segurança nas estradas e ruas de todo o mundo, além da preservação do meio-ambiente.


Foram destinados para esta mesma fundação os US$ 100 milhões (cerca de R$ 180 milhões) que a McLaren teve de pagar como multa, após ser considerada culpada pela FIA por ter utilizado dados secretos da rival Ferrari em 2007.


Mosley, porém, sofreu uma derrota hoje: a Justiça britânica autorizou o tablóide a recolocar no ar o vídeo com as imagens de sua “festinha”.


Fonte: Lancepress!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *