F1: Webber diz que KERS prejudicará pilotos pesados

Segundo Mark Webber, não só o desafio de desenvolver uma nova tecnologia, no caso o KERS (Sistema de Recuperação de Energia Cinética), dará trabalho para pilotos e equipes tendo em vista a temporada 2009 da Fórmula 1. O australiano acredita que a introdução da nova tecnologia dificultará uma distribuição de peso adequada nos carros, prejudicando, portanto, os pilotos com mais massa.

Como o KERS – sistema que armazena a energia utilizada para frear e a aproveita para gerar uma potência extra na aceleração – deve aumentar a peso dos veículos entre 25 e 60 quilos, já está sendo previsto que as equipes deverão alterar seus projetos para que a distribuição de peso seja perfeita. Webber acredita que essa circunstância prejudicará os pilotos mais pesados, como o próprio representante da Red Bull, que tem 1,84m e 74 quilos.


“Não sou exatamente gordo, mas isso (o fato de ter mais massa que a maioria de seus rivais) certamente não será uma vantagem”, admitiu o australiano à publicação britânica Autosport. “Infelizmente parece que os caras com mais de 70 quilos terão mais dificuldades com o novo sistema na comparação com aqueles que estão na faixa dos 60”.


Nesse contexto, Webber vê os pilotos magros com mais opções para distribuir o peso do carro de forma uniforme. “Isso dependerá ainda de coisas como os pneus, mas se você for mais leve deve ter mais opções de escolha”, afirmou, antes de adiantar, porém, que não utilizará esse fato como um pretexto caso não tenha bons resultados.


“Isso não deve ser usado como uma desculpa. Pode se superar perfeitamente o problema da distribuição de peso no momento em que o carro é fabricado. O que falo apenas é que haverá um campo menor de oportunidades para quem é mais pesado”, disse, concluindo que 2009 pode ser o primeiro ano em duas décadas que a massa de um piloto pode influenciar nos tempos de volta.


“Não é uma situação normal. Eu não sofri realmente por causa de meu peso desde a época de kart, mas na próxima temporada o pessoal pode ser penalizado por causa de seus quilos a mais. Isso não acontece desde por volta de 1980”, concluiu o australiano de 32 anos.


Fonte: Gazeta Press

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *