F1: Williams promete ir à Justiça comum contra a Prodrive

A Prodrive encontrará novos obstáculos para entrar na Fórmula 1. A FIA deve adiar a audiência que poderia definir seu ingresso na categoria, e a Williams promete lutar contra isso na Justiça comum, informou o site Autosport.

A expectativa da escuderia, que pretende disputar o Mundial de 2008 com chassis e motores da McLaren, era obter a aprovação no dia 24 de outubro. No entanto, a audiência na Corte de Apelação (ICA) deve ser adiada.


Mesmo que não ocorra o adiamento, a Williams já deixou claro que não está interessada na reunião. Seus dirigentes não reconhecem a Corte de Apelação no caso e prometem acionar um tribunal civil se isso for necessário.


Embora não tenha manifestado publicamente os motivos de sua postura, a Williams acredita que a questão não cabe à jurisdição esportiva da FIA, como vem sendo tratada. Na visão da escuderia, o Pacto de Concórdia entre as equipes deve ser respeitado.


Toda a discussão gira em torno do fato de que a Prodrive pretende utilizar chassis e motores da McLaren. O presidente da FIA, Max Mosley, diz que o regulamento permite isso, mas a discussão promete novos capítulos até o fim do ano.


Fonte: Terra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *