F2: Campeonato acaba depois de apenas quatro temporadas

Relançada em 2009, para reviver a categoria que existiu entre 1967 e 1984 (que foi substituída pela F-3000 e depois pela GP2 Series), a categoria não conseguiu sobreviver a concorrência e os grids pequenos.

Promovida pela MotorSportVision Racing, empresa do ex-piloto de F-1 inglês Jonathan Palmer, e nova versão da F-2 tinha o suporte da Williams, equipe de F-1 que construiu o monoposto (JPH1), e motores Audi (que era parceiro de Palmer na F-Palmer Audi).

A concorrência com as diversas categorias de base, em direção a F-1 (GP2, GP3, World Series), provocou a redução dos grid no decorrer dos anos.

Quatro pilotos se sagraram campeões: O espanhol Andy Soucek em 2009, o britânico Dean Stoneman em 2010, o italiano Mirko Bortolotti em 2011 e neste ano o britânico Luciano Bacheta.

Poucos brasileiros disputaram a categoria nesta fase, entre eles Carlos Iaconelli, Fabio Gamberini e Victor Guerin.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *