F3 Alemã: Suzuki ganha onze posições em Sachsenring, e segue em terceiro no campeonato

Disputa particular com o alemão Nico Monien rendeu ao brasileiro a chance de manter 12 pontos de vantagem para o quarto colocado na tabela.

A disputa pelo nono lugar na etapa deste sábado da Fórmula 3 Alemã, realizada no circuito de Sachsenring, teve sabor de vitória para o paulista Rafael Suzuki (SVLabs), único brasileiro na competição. Depois de largar da vigésima e última colocação – por não ter disputado a sessão classificatória de ontem –, ele ganhou onze posições durante a prova, e fez o suficiente para evitar a aproximação do alemão Nico Monien na tabela de pontos do campeonato.

Monien cruzou a linha de chegada logo atrás do brasileiro, com quem travou uma disputa particular durante diversas voltas. Vindo de trás, Rafael Suzuki conseguiu ultrapassar seu principal adversário nesta etapa, e ambos trocaram de posição outras três vezes até a bandeirada final. Com esse resultado, ele se manteve com 64 pontos na classificação geral, e segue com 12 de vantagem para o alemão.


“Foi uma corrida muito difícil, mas, ao mesmo tempo, divertida”
, disse o brasileiro. “Consegui ganhar muitas posições mesmo sem ter o melhor carro da pista, e ainda consegui evitar que o Monien fizesse pontos no campeonato. Ele estava mais rápido, mas procurei segurá-lo quando consegui a ultrapassagem, de modo que, mesmo que tenhamos trocado diversas vezes de posição, ele não teve como marcar pontos”, acrescentou.

Mesmo estreando pela pequena equipe Jenichen Motorsport, que estava distante da categoria havia diversas corridas, Rafael Suzuki tem concentrado seus esforços para manter a terceira posição na tabela, já que o holandês Stef Dusseldorp deve confirmar o vice-campeonato em Sachsenring.

Na prova deste domingo, Suzuki larga novamente na última posição, e terá outra corrida de recuperação pela frente. Ele disputou a sessão com a suspensão traseira esquerda de seu carro ainda quebrada após o acidente de ontem, e ainda perdeu cinco posições no grid por ter feito seu melhor tempo em um dos trechos do circuito sob bandeira amarela. O vencedor da etapa deste sábado foi o francês Tom Dillmann. O piloto mais bem colocado a usar motores Opel foi o ucraniano Sergey Chukanov, que chegou em sétimo, apenas um segundo a frente de Suzuki.


Restando três corridas para o final do campeonato, os seis primeiros na tabela são:

1) Laurens Vanthoor (BEL), 133
2) Stef Dusseldorp (HOL), 89

3) Rafael Suzuki (BRA), 64

4) Nico Monien (ALE), 52
5) Markus Pommer (ALE), 50
6) Rahel Frey (SUI), 45

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *