F3 Espanhola: Jimenez chega em 4º e melhora na classificação

Colocação mantém representante do Brasil na briga pelo título.

O brasileiro Sérgio Jimenez escapou de um acidente e ainda conseguiu terminar na quarta posição durante a disputa da 12ª etapa do Campeonato Espanhol de Fórmula 3, torneio que realizou uma rodada dupla no circuito de Valência. Jimenez, da equipe Racing Engineering, largou em quarto e se preparava para tomar o terceiro lugar já no final da reta quando o terceiro no grid, Nil Moserrat (Espanha, equipe Elide Racing) mudou subitamente a trajetória, jogando o brasileiro e o argentino Ricardo Risatti (TEC Auto) para fora da pista.


Jimenez e Risatti conseguiram controlar seus carros, que já trafegavam a mais de 200 km/h, voltando para o asfalto logo em seguida. O espanhol seguiu ileso, apesar de ter perdido vários segundos na manobra e, assim, deixado os três primeiros colocados abrirem vantagem. Além disso, o episódio foi suficiente para fazer tanto Jimenez quanto Risatti perderem posições e comprometerem seus respectivos planos para a prova.


O brasileiro se recuperou e conseguiu ultrapassar Monserrat entre as curvas 1 e 2 na volta seguinte, ganhando a quarta posição. A partir daí, Jimenez passou a recuperar terreno em relação ao terceiro colocado – seu companheiro de equipe Nicolas Prost, filho de Alain Prost. Nicolas havia largado da pole, mas foi superado pelos espanhóis Roldán Rodríguez (Campos F3 Team) e Máximo Cortés (TEC Auto) – que terminaram a prova nas duas primeiras posições, nesta ordem.


“Cheguei a andar perto do Prost, cerca de um segundo, mas não perto o suficiente para armar um ataque e brigar pela terceira posição”, comentou Jimenez que, na corrida disputada no sábado, já havia sido o terceiro colocado, subindo ao pódio. “A manobra do Monserrat, embora não intencional, criou uma confusão danada e prejudicou muito minha corrida. Não fosse ela, eu teria condições de brigar pelo segundo lugar e melhorar ainda mais minha posição na tabela”, explicou Jimenez que, em seu esforço para recuperar o terreno perdido, foi o autor da segunda melhor volta da corrida. O argentino Risatti, que lidera o torneio com 90 pontos, terminou na nona colocação.


Com o resultado da rodada dupla em Valência, Jimenez passou a somar 65 pontos na quarta posição, reduzindo a desvantagem para o líder Risatti em cinco pontos. Roldán Rodríguez soma 77 pontos na segunda colocação, contra 73 de Máximo Cortés. Nicolas Prost está em quinto, com 53 pontos. Com quatro etapas a serem disputadas, ainda há 52 pontos possíveis em jogo. “O Campeonato é muito disputado”, diz Sérgio Jimenez. “E ainda há muita coisa para acontecer até o final do torneio. Todos sabem que nada está definido e, por isso, o clima é de muita competitividade entre todos nós”, resumiu o brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *