F3 Inglesa: Bruno Senna inicia corrida rumo à Fórmula 1

Muito mais que sua segunda temporada na Fórmula 3 inglesa, é a trajetória rumo à Fórmula 1 que Bruno Senna começa a trilhar neste fim de semana. A tradicional categoria de base do automobilismo britânico dá a largada para o campeonato de 2006 com uma rodada dupla em Oulton Park e Bruno sabe muito bem que o sonho de chegar à F1 passa obrigatoriamente pela conquista de bons resultados neste ano.


“Como minha carreira é ainda muito curta, terminar entre os três primeiros já seria legal. Mas acho que tenho potencial, carro e equipe para ser campeão”, garantiu, confiante, o paulista de 22 anos.

A programação oficial será aberta sábado, com duas sessões classificatórias de 30 minutos – uma, a partir das 7h25 (Brasília) e a outra, às 11h05. Elas definirão a ordem de largada das corridas da segunda-feira. No domingo não haverá atividades por causa das comemorações da Páscoa. Serão 22 pilotos de 11 países – Inglaterra, Holanda, México, Alemanha, Japão, Venezuela, Angola, Suécia, África do Sul, China e Brasil, que contará também com Alberto Valério, atual campeão sul-americano de Fórmula 3. Dezesseis são da classe A (modelos 2006) e os demais da classe B (carros até 2004). A única mulher inscrita – Keiko Ihara – está série principal.

Bruno defende a Räikkönen Robertson Racing. A equipe, de propriedade do piloto Kimi Räikkönen e seu empresário Steve Robertson, vai com o conjunto Dallara F306-Mercedes HWA. O motor alemão é considerado o melhor da Fórmula 3 e empurrará nove carros da classe A. Os outros são Mugen-Honda. “A diferença entre eles não está na potência máxima, até porque os motores são limitados por um restritor de 23 mm, e sim na estrutura – rigidez, centro de gravidade, distribuição de torque e potência pela banda de rotações e dimensões. O Mercedes é mais baixo, curto, leve e rígido que o Mugen, permitindo manipulação mais racional do lastro e melhor rendimento do carro nas curvas e retas”, compara Bruno.

A pré-temporada mostrou que os favoritos ao título devem ser Mike Conway, também da Räikkönen Robertson Racing, o mexicano Salvador Duran e o inglês James Jakes, ambos da Hitech Racing, além do próprio Senna. Regularmente entre os mais rápidos na pré-temporada, Conway ficou em 3º no ano passado, enquanto Duran venceu recentemente as duas provas da A1 GP realizadas em Laguna Seca, nos Estados Unidos. “Os três foram muito bem nos testes, mas, sinceramente, isso não me assusta. Meus tempos e o do Conway nunca variam mais do que um décimo de segundo”, lembrou Bruno.

A carreira de Bruno até agora se limita a 34 corridas – seis da fase final da Fórmula BMW em 2004, 22 da Fórmula 3 inglesa em 2005, duas de Fórmula Renault em Macau no mesmo ano e quatro da Fórmula 3 australiana no início deste mês em Melbourne, das quais ganhou três na preliminar do GP de Fórmula 1. Bruno terminou em 10º lugar em sua primeira experiência na Fórmula 3. Somou 75 pontos e cresceu na segunda metade do calendário, quando conquistou três pódios, e chegou em segundo em Nürburgring, onde largou na pole, e Silverstone.

Com o conhecimento adquirido no ano passado, Bruno construiu uma base sólida para a estréia em Oulton Park, circuito de 3.800 metros que exige muito dos freios e conta com uma das mais desafiadoras curvas da Inglaterra – a Druids. Nos treinos livres desta sexta-feira, Bruno fez o quarto tempo – 1min29s928 -, enquanto Oliver Jarvis, da equipe campeã Carlin, foi o mais rápido da sessão com 1min29s411. O excesso de batidas e bandeiras vermelhas atrapalhou o seu dia. “Não consegui aproveitar os dois últimos jogos de pneus por causa das interrupções. É frustrante”, admitiu. “Espero que o problema não se repita na classificação de amanhã”, comentou. Valério, da equipe brasileira Cesário Fórmula, terminou em 12º com 1min30s936.

Tradicionalmente, o maior desafio imposto aos pilotos da categoria tem sido aproveitar os pneus novos nos treinos classificatórios, quase sempre realizados sob temperaturas baixas. Largar nas primeiras filas é imperativo porque as provas duram em média apenas 25 minutos. “Melhorei bastante meu desempenho com pneus zero. Minha pole em Nürburgring foi conquistada às 8 horas e com muito frio. O segundo lugar no grid em Silverstone, na última etapa, também. Na verdade, o mais importante talvez seja sentir quando os pneus começam a perder performance na classificação e economizá-los para as corridas”, observou.

Bruno sabe que estará sendo acompanhado com atenção, especialmente depois da repercussão das vitórias – as primeiras no automobilismo – na Austrália. Tranqüilo, diz que está preparado para as pressões decorrentes do sobrenome famoso. “É natural que seja assim. Tudo que tenho a fazer é criar minha própria identidade como piloto”, afirma, já com um projeto formatado para a carreira. “Pretendo correr na Fórmula GP2 em 2007 e, se tudo der certo, estarei preparado para a Fórmula 1 em 2008. Mas não pretendo ser mais um. Quero ser campeão, quantas vezes forem possíveis.”

Pilotos e equipes

Classe A

1. Christian Bakkerud (Dinamarca), Carlin Motorsport (Dallara F306 Mugen-Honda)
2. Olivier Jarvis (Inglaterra), Carlin Motorsport (Dallara F306 Mugen-Honda)
3. Yelmer Buurman (Holanda), Fortec Motorsport (Dallara F306 Mercedes HWA)
4. Stuart Hall (Inglaterra), Fortec Motorsport (Dallara F306 Mercedes HWA)
5. Salvador Duran (México), Hitech Racing (Dallara F306 Mercedes HWA)
6. James Jakes (Inglaterra), Hitech Racing (Dallara F306 Mercedes HWA)
7. Dennis Retera (Holanda), T-Sport (Dallara F306 Mugen-Honda)
9. Jonathan Kennard (Inglaterra), Alan Docking Racing (Dallara F306 Mugen-Honda)
11. Keiko Ihara (Japão), Carlin Motorsport (Dallara F306 Mugen-Honda)
12. Maro Engel (Alemanha), Carlin Motorsport (Dallara F306 Mugen-Honda)
14. Charlie Hollings (Inglaterra), Fortec Motorsport (Dallara F306 Mercedes HWA)
15. James Walker (Inglaterra), Hitech Racing (Dallara F306 Mercedes HWA)
16. Alberto Valério (Brasil), Cesário Formula UK (Dallara F306 Mugen-Honda)
21. Bruno Senna (Brasil), Räikkönen Robertson Racing (Dallara F306 Mercedes HWA)
22. Stephen Jelley (Inglaterra), Räikkönen Robertson Racing (Dallara F306 Mercedes HWA)
26. Mike Conway (Inglaterra), Räikkönen Robertson Racing (Dallara F306 Mercedes HWA)

Classe B

32. Rodolfo Gonzalez (Venezuela), T-Sport (Dallara F304 Mugen-Honda)
34. Ricardo Teixeira (Angola), Carlin Motorsport (Dallara F304 Mugen-Honda)
35. Martin Kuzdah (Suécia), Fluid Motorsport Development (Lola-Dome F-106/4 Mugen Honda)
37. Cristiano Morgado (África do Sul), Fluid Motorsport Development (Lola-Dome F-106/4 Mugen Honda)
38. Rodolfo Ávila (China), Performance Racing Europe (Dallara F304 Mugen-Honda)
39. Juho Annala (Finlândia), Performance Racing Europe (Dallara F304 Mugen-Honda)

Calendário

17/04 – Oulton Park
21/05 – Donington Park
05/06 – Pau (França)
25/06 – Mondelo Park (Irlanda)
16/07 – Snetterton
30/07 – Spa-Francorchamps (Bélgica)
13/08 – Silverstone GP
27/08 – Brands Hatch
17/09 – Mugello (Itália)
24/09 – Silverstone International
01/10 – Thruxton

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *