F3 Inglesa: Gabriel Dias testa F3 da International Class pela primeira vez e é o mais rápido

Chefe da equipe e engenheiro elogiam piloto, que se adaptou rapidamente ao modelo utilizado na divisão principal do Campeonato Inglês.

O ano de 2009 foi muito bom para Gabriel Dias. Em sua estréia na Fórmula 3 Inglesa, o brasileiro disputou a temporada pela National Class, sagrando-se vice-campeão da divisão de acesso, com 15 pole positions e oito vitórias em 20 corridas disputadas. Nesta terça-feira (29), o jovem piloto teve a oportunidade de testar em Snetterton pela primeira vez um carro da International Class, a divisão principal do torneio. Gabriel foi o mais veloz do dia logo em seu primeiro treino e ficou muito contente com sua performance.

“O teste foi muito produtivo, gostei bastante. Apesar dos dois carros serem modelos de Fórmula 3, eles são completamente diferentes. O da International Class tem muito mais downforce, com isso o volante fica mais pesado, o freio é mais eficiente e o carro tem muito mais grip (aderência) que o da National Class”, compara Gabriel. “É sempre bom ser o mais rápido, ainda mais andando em um carro que você ainda não conhece tão bem”, acrescenta.

O brasileiro revelou também que o desempenho deixou a cúpula da T-Sport, mesma equipe pela qual disputou o campeonato deste ano, bastante animada com este primeiro teste. “Todos da T-Sport ficaram muito felizes com o feedback que eu dei para eles durante o treino. Eles estão testando várias coisas novas, para a temporada que vem, e gostaram das minhas observações”, contou.

O engenheiro de Gabriel, Nick Silvester, e o diretor-geral da T-Sport, Russell Eacott, elogiaram muito o resultado deste primeiro dia do brasileiro a bordo de um carro da International Class. “Ele (Gabriel) fez um trabalho muito bom. Conseguiu ser consistente e terminou o treino como o mais rápido da pista”, comentou Silvester.

“Neste primeiro dia ele pôde ver o que ele aprendeu ao longo da temporada, correndo com um carro da National Class. Desde o começo do dia Gabriel sempre esteve com controle do carro. Óbvio que com mais treinos ele vai conseguir ser ainda mais rápido. Mas, para o primeiro contato com o carro, está muito bom”, avaliou Eacott. Outros cinco pilotos testaram no mesmo dia em Snetterton. Gabriel Dias já analisa suas opções para a temporada 2010.

A Fórmula 3 Britânica é dividida em duas classes – que correm juntas – em virtude da diferença de equipamento: na National Class os carros são de fabricação anterior aos chassis atuais e possuem menos potência e menor pressão aerodinâmica, servindo como porta de entrada a jovens pilotos no campeonato. Já na International Class os pilotos utilizam equipamento de fabricação atual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *