F3 Inglesa: Mineiro Victor Corrêa acerta com a Litespeed para a disputa da principal categoria de F3 do mundo

Piloto alfenense vai trabalhar como piloto de teste da fábrica do chassi SLC para a temporada 2010 da Fórmula 3 inglesa.

Vista como uma das principais vitrines do automobilismo mundial, a Fórmula 3 Inglesa ganha a participação de mais um piloto brasileiro. Em 2009, o mineiro Victor Corrêa (Unifenas/Cooparaiso/Flash Power) assinou contrato com a equipe Litespeed e vai participar do mais importante e renomado campeonato da modalidade em todo o mundo. “Este é um dos momentos mais esperados da minha carreira e chegou na hora certa. Estou muito feliz e tenho certeza de que vai ser muito bom”, afirma o jovem piloto de 18 anos, quarto colocado na Fórmula Ford Inglesa no ano passado. O esportista segue os passos dos campeões Émerson Fittipaldi, Ayrton Senna e Nelson Piquet, que disputaram e venceram a competição antes de conquistarem as pistas da Fórmula 1.

 

Victor Corrêa embarca para a Inglaterra no dia 04/02, próxima quarta-feira. O principal desafio do piloto em seu primeiro ano na Fórmula 3 será encabeçar todo o trabalho de desenvolvimento do chassi SLC da equipe, visando o modelo para a temporada de 2010. “Nosso time é o único que utiliza um chassi próprio, todos os outros competem com Dallara. Vai ser um desafio grande, mas vamos trabalhar duro para fazer um carro vencedor para o próximo ano”, conta. Ele está entusiasmado com a oportunidade de ser o piloto de testes de uma fábrica logo no início da carreira. “Eu nunca imaginei que com tão pouco tempo na Inglaterra eu já teria essa chance. Tenho que aproveitar para ganhar milhagem, desenvolver minha pilotagem e principalmente aprender a identificar e transmitir informações técnicas para os engenheiros concluírem um projeto vencedor para o ano que vem”, afirma.

 

Ao mesmo tempo em que trabalhará no desenvolvimento do SLC para a próxima temporada, o representante da Unifenas/Cooparaiso/ Flash Power vai disputar a classe National da F3 Inglesa, que utiliza carros do ano anterior ao da competição. “Eu abri mão de assinar com a equipe bicampeã e tentar vencer corridas, para aceitar esta oportunidade, que dificilmente é oferecida para um piloto com a idade e a pequena experiência internacional que eu tenho”, explica. Victor será o único piloto da fábrica e terá a disposição três chassis para as corridas. “A Litespeed é bem estruturada, tem bons engenheiros e profissionais. Vamos trabalhar para acertar o carro e andar na frente durante o ano”, comenta. O diretor de Gerenciamento – Nino Singh Judge – e o Diretor Técnico – Steve Kenchington – já atuaram como pilotos da F3 e trabalharam no desenvolvimento dos carros da extinta equipe Lotus na F1.

 

Até hoje Roberto Pupo Moreno havia sido o único piloto brasileiro a assinar um contrato para ser piloto de testes de fábrica com tão pouco tempo no automobilismo europeu. No final de 1980, após um ano e meio na Fórmula Ford Inglesa, ele passou a testar oficialmente para a equipe Lotus na F1. “É uma honra ter essa oportunidade quase única e ainda poder trabalhar com profissionais tão gabaritados”, completa Victor.

 

Esta será a segunda temporada de Victor no automobilismo europeu. Depois de ter conquistado o título de campeão da Fórmula São Paulo em 2007, no ano passado o esportista de Alfenas – sul de Minas Gerais – foi o quarto colocado em sua estréia na Fórmula Ford Inglesa, anotando poles e vencendo corridas. “O ano passado foi essencial. O que estou conseguindo é fruto disso. Aprendi as pistas, desenvolvi mais minha técnica de pilotagem, vi como funcionam as disputas na Inglaterra. Tive uma boa base”, garante.

 

Victor também vê de forma positiva a sua permanência na Terra da Rainha. “Ficar na Inglaterra é bom. Posso continuar a fazer o meu nome no país onde o automobilismo se desenvolveu”, afirma. “Eu já estou totalmente adaptado. Só precisarei me adaptar à F3, e espero que isso aconteça rápido”, completa.

 

A Fórmula 3 Inglesa tem dois fabricantes de chassis (Dallara e Litespeed) e dois fornecedores de motores (Mercedes-Benz e Mugen-Honda). Para garantir ainda mais equilíbrio, a Avon é a fornecedora única de pneus. Os motores V4 geram cerca de 210 hp e os carros alcançam velocidades de mais de 250 km/h.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *