F3 Inglesa: Pietro Fantin participa de programa de desenvolvimento da Hitech Racing

Destaque do kartismo brasileiro e sul-americano nas duas últimas temporadas, o paranaense Pietro Fantin (Silea Participações) começou a dar novos rumos a sua carreira na metade do ano passado, quando tomou contato com a Fórmula 3. Pietro fez alguns testes na Inglaterra, dando início a um projeto bastante inteligente.

Em 2010 Pietro Fantin assinou contrato com Hitech Racing para participar do Driver Development Project, um projeto de desenvolvimento de pilotos que o time inglês desenvolve. A equipe inglesa, que conquistou o segundo e terceiro lugar na Fórmula 3 Inglesa do ano passado, já tem um braço estabelecido no Brasil e venceu o F3 Brazil Open no início do ano no Autódromo de Interlagos. “Esta temporada será em grande parte apenas para treinar. Farei 60 dias de treinos, 30 aqui no Brasil e outros 30 na Europa”, conta o piloto de Curitiba (PR).
Ao mesmo tempo Pietro Fantin deverá disputar quatro corridas na Fórmula 3 Sudamericana e três na Europa, na Fórmula 3 Inglesa. “O propósito dessas corridas é adquirir aquela base de sempre, ultrapassagens, largadas, preparo físico, etc.”, explica Fantin, que competirá em ambos os campeonatos como piloto convidado, o que lhe permitirá treinar em todas as pistas durante o ano, inclusive fora da pré-temporada. No entanto, ele não poderá pontuar.
Este ano o paranaense já treinou com sua equipe durante quatro dias na Europa, no mês de fevereiro. Foram dois dias de atividade em Snetterton e outros dois em Rockingham, juntamente com todos os pilotos da Fórmula 3 Inglesa, em treino oficial de pré-temporada. “Acho que um ano inteiro de treinos junto com meus futuros concorrentes vai me dar uma excelente base para o ano que vem”, avalia o piloto Silea Participações. “Além disso, durante os treinos oficiais, já terei uma ideia de como está meu desempenho, sabendo que tenho muito mais ainda o que evoluir”, emenda.
Para Pietro Fantin ficar um ano inteiro sem competir será entediante, mas seu objetivo é chegar ao topo – a Fórmula 1 – e é por esse caminho que passam suas aspirações. “Foi exatamente isso que eu fiz no kart. Passei o ano de 2007 inteiro apenas treinando na Novatos com todos os equipamentos, em todas as pistas, para que em 2008 pudesse fazer um ano bom. E foi o que realmente aconteceu”, relembra o piloto, que naquele ano conquistou a Copa Brasil e o Sul-Brasileiro e em 2009 foi o principal destaque do Campeonato Pan-Americano. “Considero este projeto muito inteligente, bem pensado. Seria insensato disputar a Fórmula 3 Inglesa com a pouca experiência que tenho. Então vamos tentar somar durante o ano de 25 a 30 mil km com um F3 para que em 2011 eu entre na temporada como um ‘rookie’ que não está lá para aprender, e sim para ganhar”, revela.
O kart, início de todo piloto, passará a ficar em segundo plano e Pietro Fantin continuará treinando com um da categoria Shifter e, talvez, competirá em algumas provas da Copa São Paulo Granja Viana, quando possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *