F3 Internacional: Bruno Senna corre no Masters da Holanda

Prova em Zandvoort no fim de semana reúne nata da categoria na Europa.

Vice-líder na Inglaterra, o paulista Bruno Senna é uma das atrações do Masters de Fórmula 3, prova já tradicional realizada anualmente em agosto na Holanda e que reúne os principais pilotos e equipes da categoria na Europa. Bruno correrá com o Dallara F305-Mercedes HWA que usa no Campeonato Inglês, mas trocará os pneus Avon pelos Kumho por exigência do regulamento. Nesta semana, em Lurcy-Lévis (França), ele participou do teste que a Räikkönen Robertson Racing fez em para avaliar o comportamento de seus carros com os novos pneus. Bruno foi o mais rápido dos três pilotos da equipe.

O Masters de Zandvoort é realizado desde 1991 nesse circuito de 4.300 metros que sediou o GP da Holanda de 1952 a 1985. Grande parte dos atuais astros da Fórmula 1 passou por essa cidade, localizada às margens do Mar do Norte. Depois dos dois terceiros lugares no último domingo em Spa-Francorchamos (Bélgica), Bruno fez a escala na França e seguiu para a Holanda, onde encontrou chuva e frio – a máxima nos últimos dias não tem passado de 16 graus. Apesar da bem-sucedida adaptação aos pneus, reconhece que os times do Campeonato Inglês entrarão em desvantagem.

“O Kumho é o pneu do Campeonato Europeu. Ele me pareceu até superior ao Avon quanto à aderência, mas é diferente de pilotar. O Avon aceita mais a freada com um pouco de curva, enquanto o Kumho não gosta muito disso. Prefere a freada em linha reta e menor pressão no pedal na entrada das curvas. Essa diferença aparece mais nas curvas de baixa”, explicou Bruno, que ficou satisfeito com o desempenho em Lurcy-Lévis. Lá, foi um décimo de segundo mais rápido que Mike Conway, companheiro de equipe que lidera o Inglês, num traçado em que completou a melhor volta em 50s34.

Apesar da alteração e das conseqüências no estilo de pilotagem, Bruno afirmou que o bom equilíbrio do carro se manteve. Embora satisfeito, reconhece que o pessoal do Europeu leva certo favoritismo. “Vamos ter de tirar coelho da cartola.” Divididos em pares e ímpares, os carros entrarão na pista no sábado para duas sessões de treinos livres e duas tomadas classificatórias. Domingo, a largada para as 25 voltas será autorizada às 8 horas (Brasília).

Nas 15 edições anteriores, apenas um brasileiro venceu o Masters de Zandvoort. Foi Fábio Carbone, que ganhou em 2002. Carbone continua na categoria e disputa atualmente o Campeonato Japonês.

Os campeões foram estes:
1991 – David Coulthard – Ralt-Honda Mugen
1992 – Pedro Lamy – Reynard-Opel Spiess
1993 – Jos Verstappen – Dallara-Opel Spiess
1994 – Gareth Rees – Dallara-Honda Mugen
1995 – Norberto Fontana – Dallara-Opel Spiess
1996 – Kurt Mollekens – Dallara-Honda Mugen
1997 – Tom Coronel – Dallara-Toyota Tom’s
1998 – David Saelens – Dallara-Renault Sodemo
1999 – Marc Hynes – Dallara-Honda Mugen
2000 – Jonathan Cochet – Dallara-Renault Sodemo
2001 – Takuma Sato – Dallara-Honda Mugen
2002 – Fábio Carbone – Dallara-Renault Sodemo
2003 – Christian Klien – Dallara-Mercedes HWA
2004 – Alexandre Prémat – Dallara-Mercedes HWA
2005 – Lewis Hamilton – Dallara-Mercedes HWA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *