F3: Na estréia do TRS, Lucas Foresti termina em 5º na Nova Zelândia

Neste sábado, dia 16, na distante Nova Zelândia, no continente da Oceania, o piloto Lucas Foresti representou as cores do Brasil em sua primeira competição com monopostos fora da América do Sul. Na ocasião ele disputou a primeira corrida do Toyota Racing Series – TRS, pela equipe Giles Motorsport.

Lucas, que na temporada passada competiu na F-3 Sul-Americana já havia disputado corridas além do Brasil também no Autódromo de Buenos Aires e no circuito de rua de Piriápolis, no Uruguai.

Animado com este novo momento em sua carreira, principalmente após ter liderado dois treinos livres desta rodada o piloto da cidade de Brasília partiu animado para a tomada de tempos que foi realizada no início da tarde. Vale lembrar que o fuso horário para aquela localidade é de 13 horas à frente do Brasil. Com um equipamento muito bem acertado pelos técnicos da equipe Giles Motorsport o brasileiro foi para a pista com o primeiro “set” de pneus e com o tempo de 55s890 garantiu a quarta marca. Como a sessão tem a duração de apenas 20 minutos não foi possível alterar muitos ajustes e, assim, Foresti apenas trocou os pneus e seguiu para a sua segunda tentativa. Quando abriu a sua volta rápida, porém, um incidente com o piloto Chris Wootten ocasionou uma bandeira vermelha que interrompeu a sessão por cerca de 10 minutos. Quando a pista foi aberta novamente Foresti já havia perdido a sua condição de volta rápida e baixou apenas cinco décimos de sua primeira tentativa finalizando a classificação com 55s353. Esta marca lhe garantiu a sexta posição no grid de largada.

Sem se abalar muito com esta situação Foresti alinhou seu carro na terceira fila para a corrida. Após uma largada conservadora ele partiu para o ataque sobre Earl Bomber, que vinha à sua frente. Com três voltas ele conseguiu a ultrapassagem e foi em busca da quarta posição. Foram muitos ataques sobre Andrew Wite, mas, o neozelandês conseguiu se defender bem e, ao final das 16 voltas, Foresti recebeu a bandeirada na quinta posição. Mitch Evans venceu.

“Fiquei irritado com a bandeira vermelha na classificação. Meu carro estava competitivo e tenho certeza que teria condições de largar na primeira fila. A história da corrida poderia ter sido bem diferente. Mas, continuo animado. Teremos mais duas corridas amanhã e tenho certeza que, com determinação, poderei conquistar muitos pontos e até mesmo brigar por um lugar no pódio”, explicou.

As duas provas que finalizam esta primeira rodada do Toyota Racing Series – TRS também acontecerão no Teretonga Park, na Nova Zelândia, neste domingo, dia 17.

Toyota Racing Series – TRS 2010 – 1ª Prova – Teretonga Park:

1) Mitch Evans (Nova Zelândia), 16 voltas
2) Sten Pentus (Estônia)
3) Daniel Jilesen (Nova Zelândia)
4) Andrew Wite (Nova Zelândia)
5) LUCAS FORESTI (Brasil)
6) Earl Bomber (Nova Zelândia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *