F3 Sulamericana: Categoria vê as últimas corridas do F301

Carro foi escola para as mais recentes gerações de brasileiros que tiveram sucesso no exterior.

O Campeonato Sul-Americano de Fórmula 3 assiste até novembro as últimas corridas do chassi Dallara F301. Depois de sete anos de bons serviços prestados, o bólido italiano será substituído em 2009 por um modelo mais novo da fábrica fundada em 1972 pelo engenheiro e projetista Gian Paolo Dallara. “Por incrível que pareça, mesmo sendo um projeto de 2001, o F301 continua sendo um carro de corridas extremamente eficiente”, avalia o jovem paulista Pedro Enrique, que venceu quatro provas da categoria sul-americana na temporada 2008 e figura entre os principais candidatos ao título. “Mas a atualização é necessária para que aqui na América do Sul tenhamos carros mais avançados tanto no aspecto competitivo quando no de segurança”, continua o piloto.


No próximo final de semana, a F-3 realiza sua antepenúltima rodada dupla no Autódromo de Santa Cruz (RS), um traçado situado a 150 quilômetros da capital gaúcha, Porto Alegre. As outras rodadas duplas acontecem em Piriápolis (Uruguai, dias 15 e 16/11) e Interlagos (SP, 29 e 30/11). “Até o fim do ano o F301 realizará suas últimas seis corridas como o principal carro do tipo monoposto do continente. E acho que será uma despedida digna, em grande estilo, pois a briga pelo título está bastante apertada e emocionante”, opina Pedro Enrique.


Entre os jovens talentos que utilizaram o modelo F301, dois se destacam e freqüentam as páginas dos cadernos de esporte rotineiramente: Nelsinho Piquet (campeão em 2002) e Lucas Di Grassi (vice em 2003), ambos candidatos a vagas na F-1 no ano que vem. “Ter um campeonato de F-3 é um privilégio para um continente tão distante dos grandes centros do automobilismo mundial”, definiu Pedro Enrique. “Conceitual e historicamente, ela é a principal categoria-escola do esporte a motor. Dela saíram direto para a F-1, por exemplo, nomes como Alain Prost, Nigel Mansell, Nelson Piquet e Ayrton Senna. Só nestes quatro pilotos temos 11 títulos mundiais. Tal é o valor da F-3 como formadora de pilotos para a F-1 moderna”, finaliza o piloto paulista, que compete pela equipe Cesário Fórmula. Pedro conta 81 pontos na classificação, contra 86 do líder Nelson Merlo e 71 de Denis Navarro.


Seguindo a linha de denominações da Dallara Automobili, o novo carro da Fórmula 3 terá a sigla F309 (“F3” relativo à categoria e “09” em referência ao ano de fabricação). Segundo a organização da categoria, foram investidos dois milhões de euros para a aquisição de 22 chassis. Os bólidos chegarão ao Brasil ainda em 2008, já adaptados para receber o motor que será utilizado – o Ford-Berta –, como é padrão em aquisições deste tipo.


Eis os campeões da F-3 Sul-Americana que utilizaram o F301 em sua trajetória rumo ao título continental:


2007 ­- Clemente de Faria Júnior


2006 ­- Luiz Razia Filho


2005 ­- Alberto Valério


2004 ­- Xandinho Negrão


2003 ­- Danilo Dirani


2002 ­- Nelsinho Piquet


2001 ­- Juliano Moro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *